Home»Destinos Internacionais»Itália»Veneza»Roteiro de 1 dia em Veneza

Roteiro de 1 dia em Veneza

0
Shares
PinterestGoogle+

A trip pra Veneza foi a continuação de uma viagem que seguira pela Itália: estava em Milão, de lá segui pra Veneza e de lá parti pra outro destino. Elaborei um roteiro de 1 dia em Veneza e já posso alertá-los que não me encantei com a cidade, que estava fervilhando de tanta gente. Nem tudo são flores quanto o assunto é viagem e logo de cara não curti muito, mas é algo pessoal e acho que vale a pena sim incluir no roteiro de quem visita a Itália.

Veneza é um lugar curioso, pois na nossa cabecinha pensamos “como é possível uma cidade sobreviver sem carros nos dias de hoje?” Em Veneza é possível. O transporte é feito a pé, por táxi marítimo, gôndolas e vaporettos, que até engarrafam na água. Será que dá certo? Bem, considerando que a cidade foi fundada em 421, acho que não preciso responder. A curiosa cidade está integrada por 118 pequenas ilhas unidas entre si por 455 pontes.

Basílica de San Giorgio Maggiore
Basílica de San Giorgio Maggiore, em Veneza

Como dito anteriormente, passei apenas um dia em Veneza e sinceramente acho que dois são suficientes. Porém, como eu não estava a fim de entrar em museus, um dia foi bom. Meu objetivo principal era conhecer suas estreitas ruelas, o funcionamento de uma cidade sem carros, e claro, avistá-la de cima. 🙂

Observação e desabafo: Logo ao chegar na cidade, na estação Santa Lúcia, uma mulher me empurrou na escada, acabamos discutindo e todo o glamour da cidade foi pro espaço. Ela era moradora e eu imagino que não deve gostar de turistas, mas paciência né? Não é por isso que tem que empurrar os outros da escada! Tudo bem que se eu pudesse, jogaria ela no canal. Brincadeiras à parte, vamos pro que interessa!

Desembarquei na Estação Mestre e de lá segui para a Estação Santa Lúcia, a mais central. O trajeto entre as duas durou uns 5 minutinhos e custou 1,25€ (por pessoa). Como tínhamos mochilas pesadas, deixamos no locker da Estação Santa Lúcia logo que desembarcamos. O preço do locker é cobrado por horas e  por volume, e apesar de não ser barato, vale a pena pra poder andar mais à vontade na cidade.

Locker da Estação Santa Lúcia
Locker da Estação Santa Lúcia, em Veneza
Estação Santa Lúcia, em Veneza
Estação Santa Lúcia, em Veneza

Logo ao chegar rumei a caminho da Piazza San Marcos, e pelo caminho já dá pra sentir um pouquinho do que é Veneza: ruelas serpenteantes e quase labirintos, milhares de canais, os famosos gondoleiros e toda aquela beleza que imaginamos.

Porém, confesso que só dei “aquela” suspirada na minha parada seguinte: Campanário de São Marcos, que considero imperdível para quem visita a cidade. Comprei o ingresso na hora e apesar de ter fila, andou bem rápido. Aos sedentários de plantão, saibam que a subida é feita através de elevador. A vista que se tem do alto é belíssima, e pra completar o dia estava lindo, o que melhorou ainda mais! A torre tem quase 100 metros de altura e que eu saiba não tem outro prédio mais alto que ela na cidade. Antigamente, lá era o local de onde avistavam os incêndios e as embarcações que chegavam. Preço: 8,00€.

Veneza
Cenário tipicamente veneziano
Praça São Marcos
Praça São Marcos
Praça São Marcos vista do alto
Praça São Marcos vista do alto
Belas paisagens...
Belas paisagens…
Bela vista do alto do Campanário
Bela vista do alto do Campanário

De lá perambulei pela Piazza San Marcos, a principal da cidade e que está sempre cercada de turistas, bares e restaurantes, muitos deles pega-turistas.

Nessa praça está localizado o Caffe Florian, o café elegantérrimo que foi o primeiro a abrir na Itália. Os afortunados que frequentam o local desembolsam em média 7,00€ num cafézinho. Sentiu o drama? Realmente é um local bem bonito e clássico, e em frente dele havia uma banda tocando piano pra deixar o clima mais agradável ainda. Mas, sinceramente, achei extremamente inflacionado (como tudo em Veneza, aliás).

Café Florian Veneza
Café Florian
Música do Café Florian
Música do Café Florian

Aproveitando que eu já estava pela praça, fui visitar a Basílica de São Marcos, que é a igreja mais importante de Veneza. Essa igreja começou a ser construída em 828 para abrigar o corpo de São Marcos, porém se converteu em Catedral da cidade somente em 1807. Na decoração do interior predomina a cor dourada da arte bizantina e debaixo do seu altar repousa o corpo de São Marcos. Imperdível de conhecer e vale muito enfrentar a longa fila! Se você leu o famoso livro de Dan Brown, vai achar mais incrível ainda. A entrada é gratuita. 🙂

Basílica de São Marcos
Basílica de São Marcos
Basílica de São Marcos
Basílica de São Marcos

A fome já estava batendo e então fui procurar um local pra almoçar. E que péssima escolha a que eu fiz! Comi em um dos muitos restaurantes próximos à Catedral e era simplesmente um pega-turistão de carteirinha: caro e péssima qualidade. Nem vale a pena falar dele aqui. Se puderem, evitem almoçar na região (ou pesquisem antes no Tripadvisor).

De lá parti para caminhar pela cidade e passei pela Ponte dei Sospiri: reza a lenda que ali era o último lugar que os condenados à morte viam a cidade antes de entrarem na prisão, que ficava bem ao lado. Eles passavam pela ponte, paravam, suspiravam e entravam na prisão.

Ponte dei Sospiri
A vista da Ponte dei Sospiri

Ainda ali perto, na Piazza San Marcos, fica o Palácio Ducal (Palácio do Duque), que abriga em seu interior obras dos renascentistas Tiziano e Bellini. O célebre prisioneiro Casanova fugiu pelo telhado desse palácio em 1756. Eu, particularmente, não fiquei muito interessada em entrar no dia, mas pra quem tem interesse o ingresso custa 20€ e funciona todos os dias.

Palácio Ducal Veneza
Palácio Ducal

Como eu disse pra vocês, meu objetivo em Veneza não era conhecer os museus e galerias de arte, pois meu tempo era curto e eu quis priorizar conhecer a cidade em si.

Meu próximo destino foi a Ponte Rialto, uma das mais glamourosas da ilha, que cruza o Gran Canal, o maior de Veneza. Antigamente a mesma era de madeira, porém ela caiu e outrora pegou fogo, e então construíram a atual em 1591. É uma bela ponte repleta de turistas tentando tirar foto de todos os ângulos – e eu me incluo! 🙂

Ponte Rialto
Roteiro de 1 dia em Veneza: Muita movimentação na Ponte Rialto

De lá fui tomar um gelato de pistache na Gelato Fantasy e achei maravilhoso! Como vocês já podem imaginar, não são todos que são bons, é preciso saber qual ir. Esse é altamente recomendável! 🙂

Gelato Fantasy
Gelato Fantasy: Eu e meu inseparável pistache

Tentei fazer o passeio de gôndola mas confesso que achei os gondoleiros um tanto quanto antipáticos e como meu marido não fazia a menor questão de ir, acabei não indo também. Pra quem não abre mão do passeio, custa em média 80€ a gôndola com capacidade para até 4 pessoas (em regra, mas vi gôndolas com mais). Pelo que vi o preço é tabelado e não adianta pechinchar.

Gôndolas de Veneza
Gôndolas de Veneza
Gôndolas de Veneza
Gôndolas de Veneza

Como eu estava cansada quis pegar um vaporetto, que é um tipo de transporte público de Veneza, para voltar à Estação Santa Lucia, mas a fila era tão grande, tão bagunçada e tumultuada que desisti. Além de que os funcionários não pareciam muito felizes em trabalhar…

Vaporetto de Veneza
Vaporetto de Veneza: pense num tumulto!

Então fui passear mais pela cidade e olhar os diversos tipos de artesanato que eles têm, destaque para a produção de produtos de vidro, feitos ali pertinho, em Murano. É uma coisa mais linda que a outra! Destaque também para os tecidos para decoração de casa: toalhas de mesa, panos, etc. Comprei até uma roupinha pra minha garrafa de vinho preferida! kkkk

máscaras venezianas
As famosas máscaras venezianas

Como eu estava interessada em provar algo local, me dirigi para a Rosticceria Gislon, onde pude tomar uma bebida típica chamada Bellini, à base de pêssego com prosecco, que achei excelente. E também comi o clássico Mozzarella in Carrozza, um salgado à base de fatias de pão empanadas com recheio do que você quiser (no meu caso, pedi um com recheio de queijo). Sai a todo momento e os venezianos fazem fila no local pra pegar um bem quentinho! 🙂

Atenção: o local não é muito frequentado por turistas, então espere comer bem sem gastar uma pequena fortuna. No local também tem comida típica de Veneza e poucas mesas pra sentar, se der sorte como eu dei, consegue uma vazia. 🙂 ah, nada de luxo ou garçom na mesa, dirija-se ao balcão, faça seu pedido e pague. Outra dica é comer o baccalà mantecato alla veneziana, prato típico da cidade. 🙂 Endereço: Calle della Bissa, referência: Campo San Bartolomeo.

Mozzarella in Carrozza
Mozzarella in Carrozza
Bellini: Bebida típica de Veneza
Bellini: Bebida típica de Veneza

Uma curiosidade que várias pessoas me perguntam: Veneza fede? Na época que fui, não. Não senti qualquer cheiro ruim, mas estava um pouco friozinho, pode ser que no verão seja diferente.

Roteiro de 1 dia em Veneza
Roteiro de 1 dia em Veneza

Apesar de ser um local muito bonito, não me encantei com Veneza. Juro que nunca vi tanta gente junta num só lugar! Tudo muito lotado, cidade relativamente suja, pessoas não muito animadas… praticamente uma decepção, pois era um lugar que eu era louca pra ir. Pode ser que na minha próxima viagem minha impressão mude. Já ouvi relatos de pessoas que amaram a cidade, outras que detestaram… então é assim: cada qual com sua experiência. 🙂

Caso tenha mais tempo do que eu, inclua uma visita às vizinhas Burano e Murano, conhecidas pela produção de cristais e repleta de casinhas com fachada colorida.

Se você gostou desse post faça sua reserva de hotel pelo meu link do booking: você paga em reais, foge do IOF, não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter vivo. :)

Não deixem de me contar aqui o que acharam! Ok?

Beijos!

Europa 2
CONTINUE LENDO SOBRE A ITALIA:

Post anterior

Qual a diferença entre Mancia, Coperto e Servizio na Itália?

Next post

Conhecendo Coimbra, em Portugal

48 Comments

  1. Eloisa Almeida
    28/03/2015 at 2:09 am — Responder

    Adorei suas dicas. Estou indo mês que vem,vamos ficar 1 dia em veneza. Quando voltar te conto. Bjs Eloisa.
    Obrigada!

    • 29/03/2015 at 7:48 pm — Responder

      Que delícia! Volta pra me contar tudo. 🙂 Um abração e boa viagem!

  2. Jaqueline
    04/04/2015 at 3:52 pm — Responder

    Vou semana quem a Veneza, com toda família: marido e dois filhos adolescentes. Obrigada pelas dicas, com certeza, muito úteis.
    Beijos,
    Jaqueline.

  3. 15/04/2015 at 1:58 pm — Responder

    Obrigado pelas dicas! Estou indo amanhã…vou ficar apenas um dia em Veneza, e meu roteiro será bem parecido com o seu…Abraço!

  4. Juliana Faria
    27/04/2015 at 5:30 pm — Responder

    Olá… entendi que vc foi e voltou no mesmo dia certo? Você acha que vale a pena pernoitar? Vou em setembro. Saio de Florença cedo e vou pra Veneza, vou pernoitar em Veneza e no dia seguinte vou cedo pra Paris. Queria ver como é a noite lá, mas estou com um pouco de receio de ficar andando de barco com mala grande e pesada… o que vc acha?

    • 27/04/2015 at 7:14 pm — Responder

      Eu cheguei bem cedo em Veneza e fui embora no início da noite pra Florença, apesar de “corrido” acho que aproveitei bem as coisas que mais queria ver. Quanto à bagagem, realmente ficar andando de barco com mala grande e pesada não é nada legal. Já pensou em colocar no locker da estação de Veneza? Se não quiser carregar mala nem deixar no locker acho que vale a pena passar uma noite sim, a cidade é muito bonita e à noite espetacular! Beijos!

  5. Guilherme
    02/05/2015 at 11:28 pm — Responder

    Rafaella boa noite, tudo bem? Então eu to colocando Veneza no meu roteiro, porém com 1 dia somente. Muitos me disseram exatamente o que eu acabei de ler nas suas dicas. Não é muito essas coisas e em 1 dia vc resolve o que pretendia ver por lá. Vou dormir em Padova na casa de amigos e vou cedo para Veneza, gostaria de saber como você foi da Estação Sta Lucia para Piazza San Marco.

    • 04/05/2015 at 2:18 am — Responder

      Olá Guilherme! Eu fui andando! Não é longe e em mais ou menos 10 minutos você chega na praça. Claro, dependendo do trânsito de pedestres…rs. Se você quiser também pode pegar o vaporetto, que deixa bem pertinho do Campanário de São Marcos. Um abraço!!

  6. Luana Souza
    22/05/2015 at 7:04 pm — Responder

    Boa Tarde Rafaella! Primeiramente amei o seu blog e o seu posto, parabéns!
    Eu vou fazer igual você, vou chegar cedinho e vou embora de noite, porém vou de avião, chego no aeroporto de Marco Polo, você sabe qual o melhor transporte para chegar na Piazza San Marco ?

    Desde já muito obrigada e mais uma vez parabéns.

    • 22/05/2015 at 7:13 pm — Responder

      Oi Luana! Muito obrigada pelo elogio, leitores como vc nos estimulam a continuar sempre escrevendo. 🙂 Olha, eu cheguei a Veneza de trem, mas pesquisei pra vc e tirei essas informações da internet: Do Aeroporto Marco Polo, pode chegar à Praça mediante a linha de navegação ‘Alilaguna’ que parte de hora a hora (tempo de percurso de cerca de 1:20min). Como alternativa, do aeroporto utilize o serviço de táxi ou o ônibus número 5 da empresa ACTV. Chegando à Piazzale Roma (terminal automobilístico de Veneza), apanhe o vaporetto (barco a vapor) da linha 1 ou 2 (N depois da meia-noite) e desça na parada ‘San Marco/Vallaresso’. Então percorra a ruela e chegará à Piazza San Marco. Ufa! hehehe. Beijos, boa viagem!

  7. 25/05/2015 at 11:06 pm — Responder

    Olá Rafaella, adorei o teu blog e a informação contida nele… Vou até Veneza no próximo mês de Julho e a tua opinião e dicas já me deram algumas luzes sobre o que me espera… ainda não sei se opto por visitar Veneza em 1 ou 2 dias dado que o meu destino “oficial” é a cidade de Trieste… andei a ver os preços dos hotéis para dois dias e achei muito caro penso que ir e vir da cidade de Triste compensa muito mais. O que acha? Já agora… li que já visitou algumas cidades portuguesas, e como gosta de viajar dê uma espreitadela nas ilhas açorianas (Arquipélago dos Açores)… Agora existem viagens low cost de lisboa para a ilha de São Miguel. (//www.visitazores.com/pt-pt; //www.visitazores.com/pt-pt)

    • 27/05/2015 at 4:37 pm — Responder

      Olá Anália! Primeiramente muito obrigada pelas dicas de mais lugares pra conhecer em Portugal! Tenho vontade de voltar ao seu país e passear somente por ele, haja vista que tem muita coisa pra conhecer. 🙂 Quanto ao tempo de permanência em Veneza, acho que se você chegar em um dia bem cedo e for embora no outro à noite está ótimo, pois daí você só pagaria uma diária no hotel. Realmente não tenho boas notícias sobre a estadia em Veneza, pois costuma ser bem cara mesmo. 🙁 Um beijo e boa viagem!

  8. Rebeca
    23/07/2015 at 1:01 pm — Responder

    Oi rafa parabens pelo blog! deixa eu te perguntar, da estação santa lucia você foi andando ate a praça são marcos? É longe?
    Da praça são marcos eu consigo ir andando por cima das vielas?
    Obrigada! beijinhos

    • 24/07/2015 at 2:03 pm — Responder

      Oi Rebeca, obrigada pelo carinho! Eu fui andando até São Marcos sim, andei por toda Veneza só a pé inclusive. É uma caminhadinha, mas uma vez que você está em Veneza, nem vai sentir… hehehe… é uma caminhada gostosa em que você vai conhecendo outras coisinhas pelo caminho. Um beijo e boa viagem!

  9. Michele
    27/08/2015 at 7:17 pm — Responder

    Olá Amei seu relato e gostaria de saber onde fica a Rosticceria Gislon fiquei com aguá na boca.
    Obrigada!!!

    • 30/08/2015 at 3:43 pm — Responder

      Olá Michele! É de dar água na boca mesmo! O endereço é: Calle della Biscia, 5425. Beijos!!

  10. Priscila Maia
    03/09/2015 at 1:37 am — Responder

    Olá Rafa!!! Muito legal suas dicas!! Vou pra lá daqui 15 dias e com certeza na volta passarei por aqui para contar minha experiência. Beijos

    • 03/09/2015 at 3:39 pm — Responder

      Olá Priscila! Que invejinha de você, hein? hehehe. Aproveite muito sua viagem e espero você voltar pra me contar como foi! 🙂 Um abraço

  11. Maria Luiza
    06/09/2015 at 6:21 pm — Responder

    Ola Rafa adorei seu roteiro e vou dia 28 de setembro para Veneza vindo de Paris e vou ficar o final desse dia o dia seguinte inteiro e no terceiro dia bem cedo partimos pela manha de trem para Florença….voce tem alguma sugestão do que podemos fazer nesse periodo?Vamos ficar hospedados na Piazza San Marco(proximos) e nada conhecemos nem falamos a lingua e nem ingles..kkkk ,mas será que no finalzinho do primeiro dia depois das 17 hs ainda dá para conhecer Murano? Bjus Malu

    • 06/09/2015 at 7:42 pm — Responder

      Olá Malu! Nesse horário já estará escuro, pois já será inverno. Talvez você não consiga ir pra Murano. Como estará hospedada perto da praça São Marcos, aproveite pra desbravar o que há de melhor na praça: Campanário, Basílica, Palácio Ducal… visite o Café Florian, que é muito charmoso e clássico, com direito a pianista tocando belas músicas… Aproveite sua estadia e depois volte pra me contar! Um abraço

    • 06/09/2015 at 7:45 pm — Responder

      Oi Malu, corrigindo a mensagem anterior eu me referi a inverno porque li rapidamente dezembro e não setembro, perdão. Mesmo assim ainda continuo achando muito corrido pra tão pouco tempo na cidade. Se eu fosse você desbravaria mais Veneza e deixaria as outras ilhas pra uma próxima viagem. O roteiro que eu descrevi no meu blog acho que atende bem o tempo que você vai ficar na cidade. Beijos.

  12. Giovanna
    20/09/2015 at 3:00 am — Responder

    Olá, vamos para Paris em outubro e queríamos conhecer algum outro país no meio da viagem, sempre quis conhecer Veneza, e queremos fazer como você, chegar de manhã e voltar para Paris a noite, o vôo é em média 1h40, e queria ir em lugares mais pertinho msm do aeroporto, nada mt longe, é possível? A cidade toda tem água e gôndolas? Rs, ou é só em alguma ilha, ou no centro, não sei de nada pq comecei a pesquisar agora! Obrigado, bjs ?

    • 22/09/2015 at 2:53 pm — Responder

      Olá Giovanna! A cidade toda tem água sim, mas também tem calçadas e parte terrestre… hehe. Quando chove muito alaga a Praça de São Marcos, mas não tive esse azar. Tente ver se não fica mais fácil viajar de trem, pois o aeroporto fica longe da parte turística de Veneza. Um abraço e boa viagem!

  13. Rossana
    11/10/2015 at 9:35 am — Responder

    Olá. Daqui uma semana estaremos em Veneza. Chegaremos de Florença de trem e nos hospedaremos em Mestre. Estaremos na cidade por volta das 18h. Ainda dá para ir do hotel até a parte histórica para passear de noite e jantar? Existe um transporte que passa em frente ao hotel. Onde ele nos deixaria? É seguro à noite? Ficaremos mais o outro dia inteiro e partiremos no terceiro bem cedo da manhã de volta ao Brasil. Obrigada. Adorei suas dicas. Rossana

    • 12/10/2015 at 2:34 am — Responder

      Olá Rossana! Primeiramente agradeço por ter gostado das dicas! Peça para o transporte lhe deixar nas redondezas da Piazza San Marco, que é a zona mais turística de Veneza e que você poderá caminhar tranquilamente à noite, pois é super movimentada. Por lá você encontrará muitas opções de restaurantes e sem dúvida eu recomendaria a ida, pois 18h ainda é relativamente cedo, não é?. 🙂 Faça boa viagem e aproveite muito!

  14. Luciana Bonadio
    28/12/2015 at 6:55 pm — Responder

    Boa tarde, adorei todas as suas dicas… mas tenho uma duvida bem de marinheiro de primeira viagem kkk vou sair de Milão para Veneza, vou de trem (tremitalia) como funciona as malas no trem ??? e a maioria das estações de trem tem locker?

    • 31/12/2015 at 7:18 pm — Responder

      Quando viajei, fui apenas com bagagem de mão, mas tem lugar pra guardar as malas no trem sim. Quanto ao locker pode ficar tranquila, nas estações principais tem também! Beijos e boa viagem!!! 🙂

  15. Tati
    01/04/2016 at 12:10 pm — Responder

    Olá Rafa, obrigada pelas dicas. Dê uma olhada nesse roteiro: Ir a pé da estação para praça San Marcos, subir o campanário e depois entrar na Basílica. Ver o museu (só por fora) ainda na praça e de lá seguir para Ponte dei Sospire e Ponte Rialto. Com a sua experiência, esse seria um roteiro bom para mais ou menos 6 horas em Veneza?

    • 02/04/2016 at 12:19 am — Responder

      Sim, ótimo! Se fosse entrar no museu eu diria que não daria, mas sem entrar dá sim. Tudo também vai depender do tempo que você vai gastar pra subir no campanário e entrar na igreja. Quando fui a fila do campanário estava tranquila, mas a da igreja estava bem grandinha. Beijos e boa viagem! 🙂

  16. Rosana Salviano
    08/05/2016 at 8:09 pm — Responder

    Olá! Amei suas dicas! Vou com meu marido e filha em setembro para Milão e estou em dúvida sobre qual cidade eu devo conhecer num bate-volta a partir de lá: Como, Bérgamo ou Veneza. Tem alguma sugestão? Obrigada!

    • 09/05/2016 at 2:27 am — Responder

      Olá Rosana! Tudo bem? Sinceramente acho Veneza um pouco longe pra um bate-volta, mas se não tiver jeito vá sim, desde que saia bem cedinho e retorne à noite. Você já pesquisou sobre a região do Lago de Como? Quase faço um bate-volta pra lá quando estava em Milão, pelo que pesquisei, gostei muito e é bem mais perto que Veneza (80 km mais ou menos). Dê uma olhadinha pra ver o que acha. Beijos e boa viagem!!

  17. Carolina Ferreira da Silva
    26/06/2016 at 11:02 pm — Responder

    Sua descrição foi perfeita. Estou indo no próximo mês, e já peguei várias dicas no seu post. E quanto a segurança, pois irei sozinha e sou mulher. Algum problema quanta a isso, o que pensa? Meus parabéns e um grande Beijo!

    • 30/06/2016 at 12:45 am — Responder

      Carolina, que bom que o post foi útil! Eu achei muito tranquilo pra andar por lá sozinha, mas gente má intencionada tem em todo canto né? É só ficar atenta! Beijos e boa viagem!

  18. Maria de Fatima Nobre
    19/08/2016 at 3:23 am — Responder

    Eu e uma amiga iremos depois de amanhã para Roma e de trem para Veneza por um dia .Achei ótimo o roteiro. Ficarei de olho no relógio e tentaremos seguir as dicas. Chegaremos às 10:30 e voltaremos para Roma as 19hs.Será que dá tempo? rs Valeu .Um abração

    • 21/08/2016 at 7:18 pm — Responder

      Olá Maria! Dá tempo sim! Vai ser corrido, mas vale super a pena. Aproveite e depois volte aqui me contar o que achou! Beijos e boa viagem.

  19. Cleide Rando
    06/05/2017 at 11:26 pm — Responder

    Adorei seus comentários sobre Veneza!
    Concordo plenamente!
    Vou chegar lá dia 28.08.17 as 17:30h
    Dia 29 embarco num navio para Croácia.
    Gostaria q vc sugerisse onde jantar bem dia 28 e onde ir dia 29 de manhã, visto q embarco as 18:00h.
    De preferencia onde tem menos turista!
    Obrigada

    • 07/05/2017 at 3:17 pm — Responder

      Oi Cleide! Vc pode fazer o roteiro que detalhei no post, pois vc vai passar quase que o mesmo tempo que fiquei. Além dos que eu visitei, tentaria incluir o passeio de gôndola no dia em que chegasse, pois como será verão o dia será bem mais longo então conseguirá aproveitar bem. Quanto a lugar pra jantar bem não sei informar, fui em dois restaurantes lá e um era simples, mas delicioso (tem no post) e o outro detestei, então não indico hehe. Quanto a lugares onde tem menos turista é meio difícil viu? Veneza é um ovo e repleta de turistas por todos os cantos. Aproveite seu cruzeiro!! Um abraço

  20. Mari
    09/05/2017 at 7:17 am — Responder

    Sua página foi um achado pra mim! Pretendo visitar Veneza em 1 dia. Minha ideia é ia à noite, pernoitar na casa de uma amiga na cidade de Treviso que fica a 40min de distancia. Dia seguinte ir a Veneza bem cedo, chegar lá por volta das 8hrs e depois seguir em um voo para Berlim. O aeroporto fica mto longe? Quanto tempo mais ou menos da área turística? Minha ideia Er a pegar um voo a noite para Berlim, por volta das 19, 20hrs.
    Obrigada!

    • 09/05/2017 at 9:37 am — Responder

      Oi Mari, se vc fizer isso conseguirá conhecer bastante coisa da cidade sim! O aeroporto fica a mais ou menos 13km da área turística. Um abraço e boa viagem!

  21. Luciana
    12/05/2017 at 7:00 pm — Responder

    oi Rafaella, adorei suas dicas!!! Vê se pode me ajudar, Vou a Veneza em Outubro, chego dia 20 e vou ficar hospedada em Mestre mas meu checkin é de 15h. Então gostaria de saber o que fazer após esse horário e no dia seguinte, já que fico o dia 21 inteiro e viajo apenas dia 22 cedinho.Obrigada!!!!

    • 15/05/2017 at 12:41 pm — Responder

      Oi Luciana, reitero aqui o que foi dito no post. Sugiro que siga esse meu roteiro e como terá mais tempo do que eu poderia fazer o passeio de gôndola ou visitar as ilhas vizinhas Burano e Murano, famosas por seus cristais e casinhas coloridas. Acredito que seu tempo será suficiente pra isso. Um abraço e boa viagem!! 🙂

      • Luciana
        26/05/2017 at 10:30 am — Responder

        Obrigada Rafaella, qnd retornar volto aqui para contar.. Bj

  22. Bruna Perim
    26/05/2017 at 4:04 am — Responder

    Que pena que não se encantou… estou em Veneza e minha vontade é exatamente ao contrário… se pudesse ficava aqui a semana inteira! Amei cada cantinho da cidade e estou sendo super bem tratada!

    • 26/05/2017 at 10:06 am — Responder

      Esse que é o legal de trocar ideia sobre viagem: cada um tem uma experiência que pode ser exatamente o contrário hahaha. Fico feliz que esteja gostando!!! Aproveite! Abraços

  23. Josete Guariento
    08/06/2017 at 10:15 pm — Responder

    Olá!!! Amei suas dicas. Vou em setembro por 1 dia e acho que fiz a opção certa depois de conhecer esse roteiro. Bem bacana mesmo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.