Home»Destinos Internacionais»Suíça»Lugano»Roteiro de 1 dia em Lugano

Roteiro de 1 dia em Lugano

0
Shares
PinterestGoogle+

Quando fomos pra Europa nessa última viagem, apesar de termos passado por outros lugares, nosso foco seria a Suíça. Como havia voos interessantes para Milão, optamos por chegar por lá, seguir para Como, aproveitar pra conhecer esse cantinho italiano e de lá seguir para a Suíça via terrestre. O primeiro destino suíço de nossa viagem foi Lugano, localizado a apenas 35 km de Como, na região do Cantão de Ticino. Meu intuito aqui nesse post é apresentar pra vocês um roteiro de 1 dia em Lugano, tempo que considero mínimo para ficar na cidade, com direito a um pernoite.

Pra quem chega em Lugano vindo da cidade italiana a opção mais tranquila é ir de trem, cuja duração não excede os 40 minutos e custa em torno de 12 CHF.

Pela proximidade com a região da Lombardia, muitas vezes as pessoas fazem bate-volta na cidade com o intuito de “conhecer a Suíça”, o que acho um tremendo erro. O país é encantador demais, têm coisas demais pra conhecer, que considero até um crime se ater a apenas uma cidade – muito menos num bate-volta.

Lugano é popularmente conhecida como a “Suíça italiana”, onde o idioma predominante é o italiano e as comidas mais interessantes são da culinária do país vizinho. Mas talvez as semelhanças parem por aí. A Suíça é um país tão desenvolvido, tão organizado e com adjetivos positivos tão peculiares que as semelhanças se perdem. A Itália, apesar de ser um destino que adoro, é mais bagunçada e onde nós, brasileiros, nos sentimos mais “em casa”. A Suíça não.

Logo ao desembarcar na estação de trem pegamos um funicular até a parada final, Lugano Citá TPL. Fomos fazer check-in no Hotel Acquarello, onde nos hospedamos. O hotel era bom, bem localizado e funcional. Caso você chegue de trem, saiba que a estação fica numa região alta da cidade, sendo necessário pegar o funicular caso esteja com malas ou com mau tempo (ninguém merece andar com malas na chuva né?). Geralmente os hotéis fornecem gratuitamente os tickets do funicular para os hóspedes.

Após o check-in descemos as escadarias até chegar na Piazza de La Riforma, praça que abriga vários restaurantes de culinária italiana e o Palazzo Civico, sede da prefeitura da cidade. Estava tudo meio “morto”, então seguimos adiante pra fazer uma caminhada no entorno do lago. De cara nos deparamos com táxis Tesla, para mostrar mesmo que estávamos na Suíça e que esse país não é brincadeira rs.

Taxis de Lugano
Taxis de Lugano
Paisagens de Lugano
Paisagens de Lugano
Fim da tarde em Lugano
Fim da tarde em Lugano
Modelando!
Modelando!

Caso esteja na cidade no verão, é altamente recomendável seguir até o píer Lugano Centrale para fazer o passeio de barco ou pegar o trenzinho que fica bem em frente à Piazza Alessandro Manzoni, para fazer um tour pela beira do lago. O passeio de barco é gratuito para quem possui o Swiss Pass e tem duração média de 3h. O do trenzinho não é coberto pelo Swiss Pass, custa 9 CHF por pessoa, e sai a cada 30 minutos.

Em qualquer estação do ano não deixe de conhecer a Catedral de San Lorenzo, edificada na parte alta da cidade, com fachada em estilo renascentista da Lombardia, e muitos afrescos e arte barroca em seu interior. É possível apreciar uma bonita vista da cidade em frente à Catedral.

Catedral de San Lorenzo, Lugano
Catedral de San Lorenzo, Lugano
Catedral de San Lorenzo, Lugano
Catedral de San Lorenzo, Lugano
Catedral de San Lorenzo, Lugano
Catedral de San Lorenzo, Lugano

Fizemos uma pausa próximo à essa Catedral para almoçar no Restaurante Pasta e Pesto, onde comemos bem, fomos bem atendidos e nem gastamos um rim (considerando que estávamos na Suíça rs).

Onde comer em Lugano sem gastar muito
Onde comer em Lugano sem gastar muito
Quanto gastar num almoço em Lugano (casal)
Quanto gastar num almoço em Lugano (casal)

Descemos as escadarias rumo ao Parco Civico Ciani, importante pulmão da cidade com vista para o Lago di Lugano. Adorei caminhar nesse parque, que proporciona paisagens incríveis em meio a muito verde e branco, no nosso caso, por termos ido no inverno e estar cheio de neve rs. Sugiro que não leve comida na mão, pois há muitos cisnes pelo parque e eles vão em cima das pessoas em busca de comida.

Parco Civico Ciani
Parco Civico Ciani
Parco Civico Ciani, Lugano
Parco Civico Ciani, Lugano
Cisnes famintos do Parco Civico Ciani
Cisnes famintos do Parco Civico Ciani
Parco Civico Ciani, Lugano
Parco Civico Ciani, Lugano
Parco Civico Ciani, Lugano
Parco Civico Ciani, Lugano
Parco Civico Ciani, Lugano
Parco Civico Ciani, Lugano
Vista do Parco Civico Ciani, Lugano
Vista do Parco Civico Ciani, Lugano
Roteiro de 1 dia em Lugano: Inclua um fim de tarde no Parco Civico Ciani
Roteiro de 1 dia em Lugano: Inclua um fim de tarde no Parco Civico Ciani
Cenário de Game of Thrones? rs
Cenário de Game of Thrones? rs

Você certamente passará muito tempo no Parco Civico, pois além de ser muito bonito é um ótimo lugar pra tirar fotos. Entretanto, caso tenha tempo, vá para o Monte San Salvatore, que é o “pão de açúcar” de Lugano, situado a 912 m acima do nível do mar. O monte é acessível por funicular que parte de Lugano-Paradiso. Infelizmente o funicular não funciona no inverno, por isso não fui.

Alguém tira a câmera de mim?
Alguém tira a câmera de mim?

Lugano particularmente acho que deve ser uma cidade mais interessante no verão, apesar de ser bela no inverno e de nossa estadia ter se dado em dias de céu azul. Porém, por causa das atrações, acho que deve ser mais recomendável por ter mais coisas pra fazer e pelo dia ser mais longo. Pra terem uma ideia, quando estávamos lá – em dezembro – anoitecia por volta de 16:30h, o que não permitia muita coisa a não ser comer, o que não necessariamente é ruim quando se está hospedado pertinho de uma Läderach rs.

E vocês? Preferem verão ou inverno? Nem preciso dizer que amo o inverno né? Principalmente se for na Suíça! 🙂

Agradecimentos à querida Eliana, do Instagram @turistandonasuica, que me ajudou na elaboração do roteiro.

CONTINUE LENDO:

Post anterior

Bar da Laje, bar de luxo no alto do Vidigal

Next post

Roteiro de 2 dias na Ilha do Marajó - Soure

2 Comments

  1. Encontro
    22/05/2018 at 8:28 pm — Responder

    Rafa, nós fomos em fevereiro, pleno inverno, e fizemos o passeio de barco, que foi muito legal!! Demos sorte pois o dia estava lindo!!! O passeio de barco é interessante pois a gente vê a semelhança das encostas com a paisagem italiana! Você falou tudo, a diferença da Suíça pra Itália é ENORME, mas é incrível ver a influência do país vizinho, até mesmo nas paisagens. Parabéns pelo post, e obrigada pela referência!!! Quanto à sua pergunta, inverno ou verão, ôôô pergunta difícil de responder quando falamos de Suíça!! Juro que ainda não tenho uma resposta pra essa pergunta rsrsrs. A Suíça é maravilhosa em qualquer estação!!!! ??????

    • 22/05/2018 at 10:56 pm — Responder

      Ah que vontade desse passeio!! rsrs. Quanto à estação, acho que vou ter que voltar no verão pra ver! rsrs. Beijos!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.