Home»Onde comer»Onde comer em Punta Del Este: Minha experiência no Parador La Huella

Onde comer em Punta Del Este: Minha experiência no Parador La Huella

0
Shares
PinterestGoogle+

Se tivesse que enumerar um top 3 de experiências gastronômicas de minha viagem pelo Uruguai, o Parador la Huella certamente estaria nessa lista.

Li muitos reviews positivos sobre o restaurante, o que fez com que eu me programasse com antecedência e fizesse a reserva uma semana antes, direto no site do estabelecimento. Por via das dúvidas, como estávamos em alta temporada e a cidade estava lotada, resolvi me antecipar.

Foi a melhor escolha que fiz. Ao chegar no restaurante a fila já estava enorme e o tempo de espera bastante alto, mas como eu já tinha reserva consegui entrar rápido.

O Restaurante é estilo pé na areia e funciona no almoço e no jantar, apesar de achar mais interessante no almoço. Experimente casar um passeio ao Farol José Ignacio com um almoço no local, que certamente a experiência será mais proveitosa. 🙂

Farol Jose Ignacio Punta del Este
Faro Jose Ignacio

O estabelecimento é bem grande, confortável, possui estrutura em madeira e ventilação natural, além de ser bastante clean. Os garçons e garçonetes usam uniforme com grife Lacoste e têm um estilo bastante moderno e bonito, o que confesso ter chamado minha atenção.

O atendimento foi impecável do início ao fim, com garçons super capacitados, ágeis, gentis e eficientes, não tendo nada a reclamar.

E como nem só de bom atendimento vive um restaurante vamos à comilança: que perfeição! O couvert, os principais e a sobremesa estavam divinos!

Vale ressaltar que no Uruguai em muitos restaurantes há cobrança de “cubiertos”, que nada mais é que o uso dos talheres, louças e também de algum couvert. Nem todos os restaurantes cobram esse valor, mas a maioria dos bons sim.

Apesar disso, a entradinha do Parador La Huella era uma delícia! Pão servido morninho com patês. O pão, além de quentinho, estava super macio por dentro e crocante por fora.

Parador La Huella
Parador La Huella

De principal meu marido pediu um filé de brotola, peixe de água salgada muito presente no Uruguai, e eu pedi um vacío, tradicional corte de carne bovina das parrilladas uruguaias. Ambos eram muito bem servidos e acabamos comendo cada um a metade do prato do outro rs.

Peixe no Uruguai
Filé de brotola
Carne no Uruguai
A carne estava ótima e o molhinho chimichurri divino!

A carne estava no ponto, suculenta e acompanhada de batatas e molho chimichurri, já o peixe era enorme, no ponto certo, super leve e tudo a ver com o clima praiano do local. 🙂

Vinhos no Uruguai
Carta de vinhos

Pra acompanhar a comilança pedi uma taça de vinho rosé e meu marido, como estava dirigindo, não pôde ingerir álcool. O vinho, a comida, o ambiente, o atendimento e a música de fundo não poderia ter sido melhor.

Mas foi.

Foi quando pedi a sobremesa, que sem dúvidas foi a melhor que comi em toda viagem. Optei pelo tradicionalíssimo vulcão de doce de leite acompanhado por uma bola de sorvete de banana. O contraste do vulcão – servido morno – com o gelado do sorvete é uma coisa espetacular. Ainda não existe no dicionário palavra pra descrever a delícia que é esse doce: simplesmente fantástico!

Sobremesas no Uruguai
Vulcão de doce de leite

O restaurante, por ser um dos mais conhecidos da região e um dos mais requisitados, tem seu preço. Não espere gastar pouco numa ida ao local, mas a julgar pela minha experiência, certamente valerá a pena. Não esqueça que a gorjeta no Uruguai é como no Brasil: 10% e não é obrigatória (deve ser acrescida no valor total abaixo).

Parador la Huella preço
Quanto gastar no Parador la Huella (o câmbio durante a minha viagem estava 7,50).
Parador la Huella Menu
Cardápio Parador la Huella

Uma boa dica pra economizar é pagar a conta dos restaurantes com cartão de crédito, pois há uma politica no país para reembolsar uma boa parte dos impostos para quem paga com cartão. Mesmo que você gaste 6,38% de IOF por uso no exterior, ainda assim vale a pena. Li que o percentual de reembolso muda de tempos em tempos, e no momento que escrevo esse post a alíquota de reembolso é de aproximadamente 17%.

E, para finalizar, mais uma vez reitero: não esqueça de fazer reserva prévia. Durante todo tempo em que estivemos no estabelecimento a fila só aumentou – e ninguém pareceu desistir mesmo assim – e só agora entendo o porquê. 🙂

CONTINUE LENDO:

Post anterior

O que ver em Punta del Este

Next post

Passeio de barco nos Cânions do São Francisco

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.