Home»Destinos Internacionais»Cuba»O que fazer em Havana: 10 dicas para sua viagem

O que fazer em Havana: 10 dicas para sua viagem

0
Shares
PinterestGoogle+

Quando decidi conhecer Cuba tinha em mente que queria ficar um tempo em Havana, a fim de conhecer um pouco mais a capital e ter uma experiência mais próxima à realidade, na medida do possível, já que os resorts e destinos mais caribenhos não transmitem muito bem a essência do estilo de vida cubano.

Dediquei um post sobre hospedagem em Havana nesse link, assim como sobre minha estadia em Varadero, onde passei alguns dias. Além desses, fiz um post falando sobre curiosidades que você precisa saber antes de planejar uma viagem ao país de Fidel. Sugiro, inclusive, que comece a leitura nesse link.

Vou me ater nesse post aos passeiospontos turísticos que não podem ficar de fora numa visita à capital cubana.

O QUE FAZER EM HAVANA

1 – Plaza Vieja

Sugiro que comece sua caminhada por Havana nessa praça, que está localizada na região de Havana Vieja e é toda restaurada, em estilo colonial. Esse belo recinto possui o estilo das praças espanholas: grande, retangular e repleta de vários bares e restaurantes.

Plaza Vieja
Plaza Vieja
Plaza Vieja
Plaza Vieja – Havana
Plaza Vieja - Havana
Plaza Vieja – Havana

Fiquei hospedada nela e achei que foi um ótimo lugar pra ficar, por ser perto de tudo. Só não é legal pra quem está com malas grandes e precisa de táxi, pois é uma zona exclusiva de pedestres.

Comi algumas vezes no La Vitrola Tapas y Copas, que fica na San Ignacio esquina com Calle Muralla, bem na praça.

2 – Conversar com o povo local

Não é bem uma atração turística, mas um país peculiar como Cuba requer que você tenha mais proximidade com o povo local. A troca de informações e experiências sem dúvidas é algo que você levará pra vida.

Mesmo que você não fique em casa de família tente trocar figurinhas com os moradores: garçons, motoristas e guias sempre estão dispostos a conversar. Curiosamente eles adoram os brasileiros, especialmente por causa das novelas da Globo, que lá fazem muito sucesso. Quando fui, em setembro de 2018, estava passando “Fina Estampa”, novela transmitida no Brasil em 2011.

Cubano fumando charuto
Povo cubano
Povo cubano
Povo cubano

3 – Visitar La Floridita e Bodeguita del Medio

Especialmente se você gosta de drinks alcoólicos, visitar esses dois bares são altamente recomendáveis. Ambos, apesar de forte apelo turístico, oferecem drinks maravilhosos e que certamente deixarão saudades.

La Floridita é o suposto bar onde surgiu a famosa bebida daiquiri, que tem como base rum, gelo e limão. Apesar do original ser de limão, há outros igualmente deliciosos que merecem sua atenção, como o de manga. O escritor americano Hemingway era figurinha carimbada no estabelecimento e lá tem uma estátua em homenagem a ele. Apesar de delicioso, o drink é bastante caro: custa 6 CUCs.

La Floridita - Havana
La Floridita
Daiquiri en La Floridita
La Floridita

Outro bar que merece a atenção é o La Bodeguita del Medio, também muito frequentado por Hemingway, que rabiscou na parede do estabelecimento sua rotina: “Mi mojito en La Bodeguita, mi daiquirí en El Floridita”. No local também funciona um restaurante, que requer reserva prévia. Tentamos jantar lá e não havia disponibilidade. Acabamos a noite encostados no balcão tomando minha bebida preferida da vida: mojito, no berço da bebida, pagando 5 CUCs.

La Bodeguita del Medio
La Bodeguita del Medio

4 – Perder-se no Centro Histórico

O Centro Histórico de Havana, na região de Havana Vieja, é um local pra percorrer a pé e sem pressa, além de ser repleto de cores e contrastes, construções em estilo colonial, praças amplas e diversos pontos de interesse.

Havana Vieja
Havana Vieja
Calle Amargura, Havana, Cuba
Calle Amargura, Havana, Cuba
Alguns cachorros de rua tem essa plaquinha de identificação
Alguns cachorros de rua tem essa plaquinha de identificação
Havana Vieja
Havana Vieja
Havana Vieja
Havana Vieja
Havana Vieja
Criança cubana
Havana Vieja
Havana Vieja
Alunos cubanos
Alunos cubanos
Sala de aula de educação infantil em Havana
Sala de aula de educação infantil em Havana (passei por acaso e tirei uma foto rs)
Havana Vieja
Havana Vieja
Havana Vieja
Havana Vieja
Homenagem a Giuseppe Garibaldi
Homenagem a Giuseppe Garibaldi
Havana Vieja
Havana Vieja
Zona não-turística de Havana
Zona não-turística de Havana

Não deixe de caminhar na Calle Obispo, rua super movimentada repleta de bonitos edifícios, restaurantes, lojinhas de artesanato e farmácias antigas como a Taquechel, que mais parece um museu.

Taquechel
Taquechel

Visite também a Plaza de la Catedral, onde é possível visitar a Catedral de Havana de manhã, que é quando está aberta.

Plaza de la Catedral - Havana
Plaza de la Catedral

Outros ponto que merece destaque é o Capitólio, lugar que era sede do governo até a Revolução Cubana. Seu desenho foi incrivelmente inspirado no Capitólio de Washington e possui uma cúpula de 3,7 metros e 92 metros de altura. Foi todo restaurado em 2018, quando abriu as portas para visitação. Fecha às segundas.

Capitólio Havana
Capitólio

5 – Visitar o quarto 511 do Hotel Ambos Mundos

Ainda em Havana Vieja está localizado o Hotel Ambos Mundos, no coração da Calle Obispo.

Hotel do Hemingway
Hotel Ambos Mundos
Hotel Ambos Mundos
Quarto 511 do Hotel Ambos Mundos
Hotel Ambos Mundos
Quarto de Hemingway

Aos fãs do escritor Ernest Hemingway, essa visita é a cereja do topo do bolo: o quarto onde o norte-americano viveu é atualmente um pequeno museu, no qual o mobiliário, peças e roupas são originais da época. Reza a lenda que foi do quarto do hotel que ele escreveu o livro de maior sucesso na época: Por quem os sinos dobram.

OBS: A visita custa 5 CUCs.

6 – Conhecer o Museu da Revolução

O Museu da Revolução é imperdível de conhecer, mesmo não sendo um simpatizante das ideias pregadas pelo regime (maioria das pessoas rs). O acervo do museu é composto por relatos históricos relacionados ao período da revolução dos anos 50 e à história do país pós-59.

Museu da Revolução
Museu da Revolução
Museu da Revolução, Havana
Museu da Revolução
Uma espécie de cofre para ajudarem na Reforma Agrária
Uma espécie de cofre para ajudarem na Reforma Agrária
Museu da Revolução: Roupa de Fidel
Museu da Revolução: Roupa de Fidel

Achei esse museu curioso e claramente tendencioso a fim de favorecer a imagem do regime, onde citam a Revolução apenas como algo bom, positivo e vantajoso para o país. Não quero entrar nesse mérito no post, mas saí com uma certa sensação de irrealidade e de certa forma parece que o museu “montou” esse cenário sob ordens do governo.

Recomendo, na medida do possível, que visite o museu num dia não muito quente, pois não existe ar-condicionado em seu interior e faz muito calor.  A entrada custa 8 CUCs e dá pra visitar também o Memorial Gramma, onde está exposto o iate que levou Che Guevara e os Castros do México a Cuba para a Revolução. Além do iate, veículos, tanques e aviões utilizados na revolução estão expostos.

Memorial Gramma
Memorial Gramma
Museu da Revolução
Museu da Revolução

7 – Fazer um tour guiado no Museu do Rum

Com tours guiados em inglês e espanhol, o Museu do Rum é uma boa pedida para os interessados na história e no processo produtivo bebida cubana, especialmente da marca Havana Club, que é a mais importante e de propriedade do Estado.

O tour começa com um vídeo de curta duração e em seguida percorremos o museu aprendendo um pouco sobre fermentação, envelhecimento e outras curiosidades, com direito a experimentar o melaço da cana. O passeio termina no bar, com uma degustação da bebida.

Museu do Rum
Museu do Rum
Havana Club
Museu do Rum – Havana Club
Havana Club
Havana Club

Na lojinha da Havana Club há diversos tipos de rum, charutos e bebidas disponíveis pra compra a preços super justos e honestos, mesmo tratando-se de um museu com apelo turístico. O ingresso para o tour guiado custa 7 CUCs.

Rum Havana Club
Rum Havana Club
Curiosidade: Até no aeroporto, local onde as coisas costumam ser muito mais caras, o preço era honesto e parecido com o dos outros lugares.

8 – Ver o pôr do sol e o Cañonazo no Forte de la Cabaña

Esse forte, datado do século XVIII, foi construído a fim de repelir invasores sob as ordens do Rei espanhol Carlos III.

É a maior fortaleza espanhola das Américas, na qual os ditadores Machado e Batista usaram-na como prisão militar e, posteriormente à revolução, Che Guevara montou seu quartel dentro das muralhas para presidir uma série de prisões e execuções (dessa vez dos oficiais de Batista).

No caminho para o Forte de la Cabaña
No caminho para o Forte de la Cabaña (Che morava ali pertinho)

Todos os dias, às 21h, ocorre uma cerimônia bem popular chamada de El Cañonazo de las 9, na qual homens vestidos com trajes militares do século XVIII disparam um tiro de canhão sobre o porto. A cerimônia costuma dar bastante gente e é interessante, principalmente se você nunca ouviu um tiro de canhão de perto. É ensurdecedor!

Sugiro que chegue no horário próximo ao pôr do sol, pois a vista de lá é bem bonita.

Forte de la Cabaña
Forte de la Cabaña
Forte de la Cabaña
Forte de la Cabaña
Forte de la Cabaña
Forte de la Cabaña
Sunset Forte de la Cabaña
Pôr do sol no Forte de la Cabaña
Cair da noite no Forte de la Cabaña
Cair da noite no Forte de la Cabaña
El Cañonazo de las 9
El Cañonazo de las 9

O motivo do disparo remete há muitos anos atrás quando o tiro sinalizava o fechamento da cidade, quando ninguém podia entrar nem sair.

O Forte está localizado do outro lado da baía da cidade e é acessível por carro, que passa por baixo do túnel de La Habana, submerso a 15 metros de profundidade e com 733 metros de extensão.

Na ida peguei um táxi tipo conversível e paguei 10 CUCs, o que foi caríssimo mas valeu a pena por andar num carro aberto e tirar umas fotinhos. Na volta dividi táxi com um desconhecido e paguei 4 CUCs. Pechinche sempre.

Na ida paguei 10 CUCs pra ir com o Shrek!
Na ida paguei 10 CUCs pra ir com o Shrek!

9 – Passeio de carro conversível ou ônibus Hop-on Hop-Off

Caso queira pegar o Havana Bus Tour saiba que ele começa a rodar às 9h e para às 18h. É possível pegar o ônibus em vários pontos da cidade e pode descer e subir quantas vezes quiser ao longo do dia ao custo de 10 CUCs.

Havana Bus Tour
Havana Bus Tour

O percurso é longo, começando no Parque Central com destino a La Cecilia, passando pelo Aquário Nacional, Cemitério Colón, Universidade de HavanaPlaza de la Revolución, etc. Vale a pena descer nessa Praça pra tirar boas fotos. 🙂

Plaza de la Revolución
Plaza de la Revolución – Che Guevara ao fundo
Universidade de Havana
Universidade de Havana
Havana, Cuba
Havana, Cuba
Em Cuba a todo momento somos bombardeados por outdoors como esse nas ruas
Em Cuba a todo momento somos bombardeados por outdoors como esse nas ruas
Cristo Redentor cubano
Cristo Redentor cubano?

Outro ponto interessante de conhecer no percurso é o Hotel Nacional, o mais clássico da cidade, que tem uma vista muito bonita e grande importância histórica para o país. Recomendo, se for inverno, um fim de tarde nesse hotel, quando dá pra ver o pôr do sol sentado no bar tomando um mojito. Na minha visita, como era verão, não deu pra ver muita coisa. De qualquer forma curti o momento relax tomando mojito e amenizando o calorão que fazia.

Hotel Nacional
Hotel Nacional
Hotel Nacional
Hotel Nacional

Caso opte pelo passeio de carro conversível, dois bons pontos para encontrá-los são a Plaza de la Revolución e o Parque Central, que têm muitos motoristas. Espere pagar algo como 40 ou 50 CUCs pelo passeio.

Parque Central
Parque Central
Carros de Havana
Carros de Havana

Os carros cubanos são muito curiosos, pois parece que pararam no tempo – e de fato pararam – nos anos 50, por ocasião do embargo americano. Conversando com um morador descobri que um carro “moderno” custa em torno de US$50.000, e por esse motivo eles mantêm os veículos velhinhos a todo custo, por ser algo extremamente caro e impensável pra população local.

10 – Castelo de La Real Fuerza

Quando for caminhar por Havana Vieja separe uns minutos para conhecer esse lugar, que é um Castelo medieval todo em pedra localizado na Plaza de Armas. O forte é considerado o mais antigo forte em pedra das Américas, e foi listado em 1982 como Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Há uma pequena exposição dentro, especialmente de História Náutica, na qual paga-se 6 CUCs para entrar. Destaque para a réplica do Navio Nuestra Señora de la Santísima Trinidad, importante embarcação espanhola construída em Havana em 1784.

Castelo de La Real Fuerza
Castelo de La Real Fuerza
Castelo de La Real Fuerza
Castelo de La Real Fuerza

Dica de ouro: Ali pertinho está o bar que mais gostei de conhecer, cujos drinks são maravilhosos, a comida boa e o atendimento bastante eficiente. Chama-se NAO e os drinks deixaram saudade! Fica numa ruela estreita entre a Plaza de Armas e a rua da orla. Gostei tanto que fui lá pelo menos umas 3x.

Bar em Havana
Bar e Restaurante Nao
De tanto ir lá fiz amizade com essa garçonete super simpática!
De tanto ir lá fiz amizade com essa garçonete super simpática!

Esses foram os pontos turísticos que mais gostei de conhecer na capital cubana, que foi uma viagem surpreendente e que muito contribuiu para desmistificar esse país na minha cabeça. O povo, sem dúvida, é seu principal ativo, assim como a grande riqueza cultural presente.

Espero ter contribuído com a elaboração de um roteiro de viagem, pois tratando-se de Cuba, toda dica é bem vinda. Em Cuba paramos no tempo, esquecemos o celular em casa e nos guiamos por mapas de papel, por vezes nos perdendo e nos encontrando a cada esquina.

Ouvimos músicas antigas, salsa, ritmos latinos. Esquecemos a televisão. Esquecemos um pouco o mundo lá fora. É um destino recomendado para desacelerar e se aproximar de pessoas – companheiros de viagem ou não – e merece muito mais que o tempo de uma conexão de cruzeiro. 🙂

CONTINUE LENDO:

Se você gostou desse post faça sua reserva de hotel pelo meu link do booking: você paga em reais, foge do IOF, não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter vivo. :)
Tá planejando uma viagem para Cuba? Não esqueça que o seguro viagem lá é obrigatório. Compre seu seguro com a Seguros Promo e tenha 5% de desconto com o cupom RAFAPELOMUNDO5 no banner abaixo:  Aventura 

Post anterior

Compras no Saara: Informações úteis e dicas de lugares

Next post

O que fazer em Porto de Galinhas e Carneiros na mesma viagem

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.