Opção vegetariana em Botafogo

Um lugar pra amar em Botafogo: Casarão 1903

O que seria o Casarão 1903? Um bar? Uma hamburgueria? Um restaurante? Pra nossa felicidade uma mistura de tudo isso, e ao contrário da maioria, consegue sim apresentar um ótimo trabalho fazendo um pouco de cada.

Eu já havia ido uma vez ao Casarão por morar bem perto, mas voltar lá nunca é demais! Ainda mais na companhia de blogueiros queridos que se uniram pra apresentar pra vocês o novo cardápio da casa, que fiz questão de destrinchar e voltar rolando pra casa.

Estavam presentes os seguintes blogueiros: Lily e Julio (Apaixonados por Viagens), Ana Paula e Diana (Viagens Imperdíveis), Lu e Vini (Te Vejo Pelo Mundo e @Amo_RiodeJaneiro), Maurício (Aventureiros), Zelinda (EmCantosFotográficos), Carlos (FanTrip), Camila (Coletivo de Viagem), Jéssica e Bruno (Deixa de Frescura), Tati (Cheap Trip), Mari (Mariana Viaja), Raquel e Oliver (UmaVoltaeMeia), Rafael (Para Viagem) e Di (Histórias da Di).

Encontro Casarão 1903 - Foto: Júlio (@apaixonadosporviagens)

Encontro Casarão 1903 – Foto: Júlio (@apaixonadosporviagens)

O atrativo do Casarão 1903 não é apenas a comida, mas sim um conjunto de coisas indispensáveis para que um estabelecimento seja um sucesso: bom atendimento, ambiente confortável, decoração linda, variedade gigantesca de bebidas e boa localização.

Casarão 1903

Casarão 1903

Construção datada de 1903 (o nome não é em vão), o casarão possui fachada tombada pelo Patrimônio Histórico, e conserva até hoje em seu interior resquícios originais, como as altas paredes em pedra que harmonizam suavemente com a decoração rústica focada em ferro, madeira e muitos objetos retrôs. Tudo isso acompanhado de boa refrigeração, essencial pra quem vive aqui na cidade dos 40 graus e não abre mão de um pouco mais de conforto.

Casarão 1903

Casarão 1903

Pra quem é do time das boas cervejas, a casa possui uma carta com mais de 200 rótulos de cervejas de todas as partes do mundo, especialmente artesanais carioquíssimas. Eu bebi um chopp Octopus (R$14), que foge do tradicional com sua leve amargura. A propósito, cervejas populares não são o foco do estabelecimento e por isso não vendem.

A primeira entrada foi a Spanish Eyes (Madonna) (R$36,90), que é simplesmente uma porção com 4 unidades de empanadas de mignon em tamanho ideal. Estava ótima, mas pode ser que pro meu paladar tenha faltado um pouquinho de sal, mas ainda assim muito boa! 🙂

Empanadas de mignon

Empanadas de mignon

Note que o nome dos pratos é uma homenagem aos clássicos musicais de vários ícones. Uma maneira bem divertida de, mesmo sem querer, lembrar de boas músicas…rsrs.

E quem aí gosta de James Brown? A segunda entradinha foi a The Chicken: drumetes crocantes de frango com molho bem apimentado e palitos de legumes (R$36,90). Essa porção é bem servida, com 10 unidades. Pra quem gosta de pimenta, uma boa pedida. Achei os drumetes bem saborosos e apesar de ser fritura, não tinha aquela pegada melequenta de óleo, sabe? Comi que repeti…rs.

Segunda entradinha

Segunda entradinha

E a terceira e que pra mim virou minha favorita (não só pela música!) foi a Live and Let Die (Gun’s and Roses): porção com 8 unidades de anéis de cebola doré recheadas com cheese de frango defumado (R$29,90). Ameeeeei essa entrada! Pena que não vou poder pedir quando voltar com meu marido, que é totalmente anti-cebola rsrs. Ou então como as 8! Que tal? 🙂

 Live and Let Die

Live and Let Die

Conhecemos também os drinks da casa, que na minha primeira visita não conheci. Meu marido pediu o Tutti Frutti (Elvis Presley) feito com vodka, morango, mix de limão e açúcar mascavo (R$32). Eu fui de Coldplay, ops, Yellow, feito com vodka, licor 43, suco siciliano, polpa de maracujá, xarope de açúcar, sementes de cardamono e club soda (R$32). Dos dois que provei, apesar de ter ficado em dúvida, acho que gostei mais do meu! Tanto que foi o primeiro a acabar na mesa…kkk.

Duelo de drinks!

Duelo de drinks!

E então chegara a hora dos sanduíches! Pedi o My generation (The Who): 180g de hambúrguer de fraldinha, patinho e bacon moído juntos, queijo cheddar e molho especial de cebolete (R$32,90). Meu sanduíche estava divino! Carne no ponto em que havia pedido, temperatura ideal, molho saboroso e pão super macio. Quem me conhece, sabe o quão importante pão é pra mim…rs. Pra completar, ainda veio acompanhado de uma saladinha da casa e chips de aipim, que adorei também. Achei o acompanhamento bem equilibrado e com porções bastante generosas.

My generation

My generation

Meu marido foi de Sultains of swing (Dire Straits): 180g de hambúrguer de cordeiro, maionese agridoce, queijo de cabra, grafite de bacon e crocante de banana da terra (R$34,90). Gente, tem como ser ruim? kkkk. Ele amou e não sobrou nada. Os acompanhamentos dele foram salada da casa e batata canoa.

Sultains of swing

Sultains of swing

A propósito, todos os sanduíches tem esse acompanhamento padrão: salada da casa, chips de aipim ou batata rústica ou batata canoa. Adorei a batata de lá, bem sequinha e saborosa. 🙂

Ainda sonhando com essas batatinhas!

Ainda sonhando com essas batatinhas!

Vale ressaltar que os sanduíches são muito bem servidos e quem come pouco pode não conseguir comer todo. Mas quem come muito… aí são outros quinhentos.

E quem disse que acabou?

A formiga que vive dentro de mim não poderia se empolgar menos com a sobremesa, né? Pedi a sobremesa dos deuses, ops, Paint it, black (Rolling Stones): Petit gateau 80% kumabo servido com sorvete de creme aliado a uma bela apresentação e explosão de sabor (R$26,90). Não sobrou. Aquele tipo de petit gateau que quando você corta o bolinho derrete um chocolate de dentro… maravilhoso!

Sobremesa

Sobremesa

E pra ficar ainda melhor, toda terça-feira tem música ao vivo com a banda Gui Lopes Trio, que tem em seu repertório clássicos como Legião Urbana, Cássia Eller, Beatles, etc. Ótima pedida pra quem quer comemorar um aniversário com algo mais animado e tem receio de não ter nada interessante em plena terça-feira. Agora você sabe que tem sim! 🙂

Nessa altura do campeonato eu realmente não conseguia mais nada, e não consegui provar outras sobremesas, mas oportunidades não faltarão. Aproveito e incluo aqui a informação de que é um estabelecimento bem democrático: oferece cardápio kids e sanduíches vegetarianos, ótimo pra quem tem mais restrições. E, por fim, agradeço ao Casarão 1903 a receptividade e parabenizo pela ótima opção de lazer na minha BotaSoho.

Onde é? Rua Marquês de Olinda, 94, Botafogo.

Como chegar? Indo de metrô, desça na Estação Botafogo e pegue a saída Muniz Barreto. Siga direto na Muniz Barreto até chegar na Marquês de Olinda, onde dobrará pra esquerda.

Dica de ouro pra quem vai de carro:

Reservas: Highlights info row image (21) 2551-9749 e 3085-6594

Funcionamento: Terça a domingo, a partir de 17:30h.

OBS: A visita ao estabelecimento foi uma cortesia para o blog, porém reflete inteiramente minha experiência pessoal.