Onde comer em Botafogo

HOB Hamburgueria inaugura unidade em Botafogo

Semana passada dei início aos trabalhos da blogosfera no Rio de Janeiro representando a Lily na inauguração da HOB Hamburgueria, estabelecimento que completou 1 ano na Tijuca e presenteou os moradores da Zona Sul com a abertura de uma unidade na Rua São João Batista, em Botafogo.

A inspiração da decor veio das nas hamburguerias americanas dos anos 90, com estilo vintage, parede de cimento queimado e luminárias com luz amarela, a casa tem capacidade pra aproximadamente 35-40 pessoas sentadas. E na inauguração, como já era de se esperar, a casa estava lotada, mas com atendimento muito eficiente e ágil. Todos os pedidos que fizemos não demoraram nada pra chegar, e vieram sempre acompanhados de um sorriso dos garçons membros da equipe.

Como era a inauguração, aceitamos as sugestões dos garçons, que demonstraram bastante domínio sobre o cardápio. De entrada pedimos uma porção de sticks de mussarela (individual, com 6 unidades) e chegaram divinas: quentinhas, de tamanho ideal, saborosas e mesmo sendo fritura devo informá-los que não estavam carregadas no óleo.

Hob Hamburgueria: Sticks de mussarela

Hob Hamburgueria: Sticks de mussarela

O cardápio é enxuto e tem como carro-chefe 3 hamburgueres, mas se você quiser também pode montar você mesmo o seu sanduba, de acordo com os ingredientes disponíveis, entre molhos, queijos, pães e tipos de carne.

Eu escolhi o Provoleta Burger, blend bovino de 180g em um pão de alho com ervas finas super macio e do tipo que não se despedaça todo na primeira abocanhada. No recheio, além da carne, creme de provolone, cebola roxa, tomate, alface, farofa de bacon e maionese da casa pra começar 2018 com tudo. 🙂

A carne chegou no ponto que gosto e super saborosa, bem fritinha por fora e levemente rosada por dentro. A única observação, que pode ter sido algo pontual do meu sanduíche e que de fato não influenciou tanto no paladar, foi o ponto do sal da farofa de bacon, que achei um pouco salgada. Já a do meu marido estava ótima e, segundo ele, equilibrou bem com a carne.

Hob Hamburgueria: Provoleta burger

Hob Hamburgueria: Provoleta burger

OBS: Além da opção de carne de 180g, há também a de 360g. Quem tem coragem?

Para acompanhar o sanduíche nada melhor que uma batatinha, que na ocasião podia ser rústica ou palito, e que chegou bem sequinha, quente e saborosa, numa quantidade generosa.

Meu marido inovou e montou o dele: Os ingredientes escolhidos foram pão de ervas finas, 180g de costela, farofa de bacon, maionese temperada e queijo cheddar. Ele, que não é uma pessoa muito falante, falou menos ainda quando chegou o sanduíche, devorado rapidamente rsrs.

Hob Hamburgueria: O sanduíche que meu marido montou

Hob Hamburgueria: O sanduíche que meu marido montou

Para beber, pedi um drink super refrescante que caiu muito bem nesse verão carioca. Chama-se HOB Drink e é à base de gin, hortelã, limão siciliano, licor de cassis e syrup de gengibre. Confesso que gostei bastante, mas quem ganhou meu coração mesmo foi a batidinha de maracujá, servida em garrafa: simples e deliciosa ao ponto de repetir, principalmente pra paladares que se derretem com algo mais doce. Além dessa batidinha, há também a de coco, que preciso voltar pra provar. 🙂

HOB Drink

HOB Drink

Batidinha de maracujá

Batidinha de maracujá

Algo muito importante de contar pra vocês é o preço super justo que a casa pratica. Vou deixar a foto do cardápio pra vocês terem uma ideia do quanto ainda é possível comer bem na Zona Sul do Rio sem ter que gastar uma fortuna. Confesso que muitas vezes deixo de comer fora aqui no Rio porque acho o preço geralmente super abusivo, mas esse local me ganhou no paladar e no bolso, do tipo que dá pra voltar com bem mais frequência.

Hob Hamburgueria - Cardápio

Hob Hamburgueria – Cardápio

Hob Hamburgueria - Cardápio

Hob Hamburgueria – Cardápio

Pra quem opta pelo metrô como meio de transporte, a localização da HOB Hamburgueria é ótima, pois fica a 11 minutos a pé da Estação Botafogo. Como eu moro no bairro, voltei caminhando pra casa pra pelo menos diminuir o peso na consciência…rsrs.

Quando a gente pensa que Botafogo não pode mais nos surpreender, surge mais uma opção deliciosa para os dias famintos. E quando a novidade alia qualidade, preço justo e conforto, fica melhor ainda, não é mesmo? 🙂

Informações complementares:

Endereço: Rua São João Batista 16, Botafogo, Rio de Janeiro – RJ.

Telefone: (21) 98204-0321

Funcionamento: Terça a quinta 12h às 22h, sexta 12h às 23h, Sábado 17h às 23h e Domingo 17h às 22h.

Instagram: www.instagram.com/hobhamburgueria

iFood: Sim

Aceita pagamento no débito, crédito, Alelo, Sodexo e Ticket Refeição.

A ida ao estabelecimento foi uma cortesia da casa mas reflete inteiramente minha experiência no local.

CONTINUE LENDO:

Um lugar pra amar em Botafogo: Casarão 1903

O que seria o Casarão 1903? Um bar? Uma hamburgueria? Um restaurante? Pra nossa felicidade uma mistura de tudo isso, e ao contrário da maioria, consegue sim apresentar um ótimo trabalho fazendo um pouco de cada.

Eu já havia ido uma vez ao Casarão por morar bem perto, mas voltar lá nunca é demais! Ainda mais na companhia de blogueiros queridos que se uniram pra apresentar pra vocês o novo cardápio da casa, que fiz questão de destrinchar e voltar rolando pra casa.

Estavam presentes os seguintes blogueiros: Lily e Julio (Apaixonados por Viagens), Ana Paula e Diana (Viagens Imperdíveis), Lu e Vini (Te Vejo Pelo Mundo e @Amo_RiodeJaneiro), Maurício (Aventureiros), Zelinda (EmCantosFotográficos), Carlos (FanTrip), Camila (Coletivo de Viagem), Jéssica e Bruno (Deixa de Frescura), Tati (Cheap Trip), Mari (Mariana Viaja), Raquel e Oliver (UmaVoltaeMeia), Rafael (Para Viagem) e Di (Histórias da Di).

Encontro Casarão 1903 - Foto: Júlio (@apaixonadosporviagens)

Encontro Casarão 1903 – Foto: Júlio (@apaixonadosporviagens)

O atrativo do Casarão 1903 não é apenas a comida, mas sim um conjunto de coisas indispensáveis para que um estabelecimento seja um sucesso: bom atendimento, ambiente confortável, decoração linda, variedade gigantesca de bebidas e boa localização.

Casarão 1903

Casarão 1903

Construção datada de 1903 (o nome não é em vão), o casarão possui fachada tombada pelo Patrimônio Histórico, e conserva até hoje em seu interior resquícios originais, como as altas paredes em pedra que harmonizam suavemente com a decoração rústica focada em ferro, madeira e muitos objetos retrôs. Tudo isso acompanhado de boa refrigeração, essencial pra quem vive aqui na cidade dos 40 graus e não abre mão de um pouco mais de conforto.

Casarão 1903

Casarão 1903

Pra quem é do time das boas cervejas, a casa possui uma carta com mais de 200 rótulos de cervejas de todas as partes do mundo, especialmente artesanais carioquíssimas. Eu bebi um chopp Octopus (R$14), que foge do tradicional com sua leve amargura. A propósito, cervejas populares não são o foco do estabelecimento e por isso não vendem.

A primeira entrada foi a Spanish Eyes (Madonna) (R$36,90), que é simplesmente uma porção com 4 unidades de empanadas de mignon em tamanho ideal. Estava ótima, mas pode ser que pro meu paladar tenha faltado um pouquinho de sal, mas ainda assim muito boa! 🙂

Empanadas de mignon

Empanadas de mignon

Note que o nome dos pratos é uma homenagem aos clássicos musicais de vários ícones. Uma maneira bem divertida de, mesmo sem querer, lembrar de boas músicas…rsrs.

E quem aí gosta de James Brown? A segunda entradinha foi a The Chicken: drumetes crocantes de frango com molho bem apimentado e palitos de legumes (R$36,90). Essa porção é bem servida, com 10 unidades. Pra quem gosta de pimenta, uma boa pedida. Achei os drumetes bem saborosos e apesar de ser fritura, não tinha aquela pegada melequenta de óleo, sabe? Comi que repeti…rs.

Segunda entradinha

Segunda entradinha

E a terceira e que pra mim virou minha favorita (não só pela música!) foi a Live and Let Die (Gun’s and Roses): porção com 8 unidades de anéis de cebola doré recheadas com cheese de frango defumado (R$29,90). Ameeeeei essa entrada! Pena que não vou poder pedir quando voltar com meu marido, que é totalmente anti-cebola rsrs. Ou então como as 8! Que tal? 🙂

 Live and Let Die

Live and Let Die

Conhecemos também os drinks da casa, que na minha primeira visita não conheci. Meu marido pediu o Tutti Frutti (Elvis Presley) feito com vodka, morango, mix de limão e açúcar mascavo (R$32). Eu fui de Coldplay, ops, Yellow, feito com vodka, licor 43, suco siciliano, polpa de maracujá, xarope de açúcar, sementes de cardamono e club soda (R$32). Dos dois que provei, apesar de ter ficado em dúvida, acho que gostei mais do meu! Tanto que foi o primeiro a acabar na mesa…kkk.

Duelo de drinks!

Duelo de drinks!

E então chegara a hora dos sanduíches! Pedi o My generation (The Who): 180g de hambúrguer de fraldinha, patinho e bacon moído juntos, queijo cheddar e molho especial de cebolete (R$32,90). Meu sanduíche estava divino! Carne no ponto em que havia pedido, temperatura ideal, molho saboroso e pão super macio. Quem me conhece, sabe o quão importante pão é pra mim…rs. Pra completar, ainda veio acompanhado de uma saladinha da casa e chips de aipim, que adorei também. Achei o acompanhamento bem equilibrado e com porções bastante generosas.

My generation

My generation

Meu marido foi de Sultains of swing (Dire Straits): 180g de hambúrguer de cordeiro, maionese agridoce, queijo de cabra, grafite de bacon e crocante de banana da terra (R$34,90). Gente, tem como ser ruim? kkkk. Ele amou e não sobrou nada. Os acompanhamentos dele foram salada da casa e batata canoa.

Sultains of swing

Sultains of swing

A propósito, todos os sanduíches tem esse acompanhamento padrão: salada da casa, chips de aipim ou batata rústica ou batata canoa. Adorei a batata de lá, bem sequinha e saborosa. 🙂

Ainda sonhando com essas batatinhas!

Ainda sonhando com essas batatinhas!

Vale ressaltar que os sanduíches são muito bem servidos e quem come pouco pode não conseguir comer todo. Mas quem come muito… aí são outros quinhentos.

E quem disse que acabou?

A formiga que vive dentro de mim não poderia se empolgar menos com a sobremesa, né? Pedi a sobremesa dos deuses, ops, Paint it, black (Rolling Stones): Petit gateau 80% kumabo servido com sorvete de creme aliado a uma bela apresentação e explosão de sabor (R$26,90). Não sobrou. Aquele tipo de petit gateau que quando você corta o bolinho derrete um chocolate de dentro… maravilhoso!

Sobremesa

Sobremesa

E pra ficar ainda melhor, toda terça-feira tem música ao vivo com a banda Gui Lopes Trio, que tem em seu repertório clássicos como Legião Urbana, Cássia Eller, Beatles, etc. Ótima pedida pra quem quer comemorar um aniversário com algo mais animado e tem receio de não ter nada interessante em plena terça-feira. Agora você sabe que tem sim! 🙂

Nessa altura do campeonato eu realmente não conseguia mais nada, e não consegui provar outras sobremesas, mas oportunidades não faltarão. Aproveito e incluo aqui a informação de que é um estabelecimento bem democrático: oferece cardápio kids e sanduíches vegetarianos, ótimo pra quem tem mais restrições. E, por fim, agradeço ao Casarão 1903 a receptividade e parabenizo pela ótima opção de lazer na minha BotaSoho.

Onde é? Rua Marquês de Olinda, 94, Botafogo.

Como chegar? Indo de metrô, desça na Estação Botafogo e pegue a saída Muniz Barreto. Siga direto na Muniz Barreto até chegar na Marquês de Olinda, onde dobrará pra esquerda.

Dica de ouro pra quem vai de carro:

Reservas: Highlights info row image (21) 2551-9749 e 3085-6594

Funcionamento: Terça a domingo, a partir de 17:30h.

OBS: A visita ao estabelecimento foi uma cortesia para o blog, porém reflete inteiramente minha experiência pessoal.