o que ver em Atenas

Conhecer a Grécia… um sonho realizado!

Sempre tive muita vontade de conhecer a Grécia, é um país histórico, lindo e que oferece milhares de opções de cultura e lazer. Influenciada pelo meu marido, que sonhava ainda mais que eu em conhecer esse belo país, decidimos dar a largada e comprar nossas passagens. Fizemos a compra no site da Aegean Airlines, companhia aérea grega membro da Star Alliance e a experiência foi muito boa! Paguei 207,93 na passagem (ida+volta) Madrid – Atenas – Madrid, num vôo com 3:50h de duração/trecho.

Voando de Aegean Airlines…

 A Aegean é a principal companhia aérea da Grécia, e sua base principal está no  Aeroporto Internacional Eleftherios Venizelos, de Atenas. Fizemos o check-in pelo celular e o vôo foi bem pontual. Lembra um pouco a Tam, talvez pelo padrão Star Alliance, só que achei um pouco melhor. Os assentos são mais confortáveis e espaçosos, a comida é boa e as aeromoças são umas gregas bem simpáticas que (graças!) falam inglês.

Pouco depois do avião decolar, as aeromoças começaram a servir o almoço, com pratos e ingredientes típicos da Grécia. Algumas horinhas depois estávamos no nosso destino…

Dá pra ter uma ideia de que os assentos são um pouco mais espaçosos né?

Dá pra ter uma ideia de que os assentos são um pouco mais espaçosos né?

Almoço servido a bordo (o pãozinho era uma delícia!) rs

Almoço servido a bordo (o pãozinho era uma delícia!) rs

 

Como chegar no centro de Atenas…

O aeroporto Venizelos fica a uns 20km do centro de Atenas, porém é bem conectado com o trem/metrô (linha 3 – azul). Ao desembarcar siga as placas do metrô e compre o ticket na máquina de autoatendimento. Uma coisa interessante é que se comprar ticket pra mais de uma pessoa, tem desconto. Pra uma pessoa a viagem até o centro de Atenas sai por 8, para duas 14 e para três 20 (valores de junho/2014). Fique atento. 🙂

O trem sai de meia em meia hora e é muito pontual. Se você pretende pegar o trem de 11h, por exemplo, chegue antes, pois 11h pontualmente ele já estará partindo. O trem que peguei ficou bastante lotado até o centro, porém, como partimos do aeroporto fomos sentados. Logo no trem já deu pra sentir um pouco a essência do povo grego, conhecemos um grego e uma grega (extremamente simpáticos!) no trajeto até o centro, que nos deram dicas de passeios, do que comer, dos cuidados que devemos ter na cidade, etc. Fizemos uma baldeação pra linha verde – estação Monastiraki e uma estação depois estávamos no nosso destino final: Estação Omônia.

Mapa do metrô - Atenas

Mapa do metrô – Atenas

#partiu

#partiu

Vale ressaltar que o bilhete para circular dentro de Atenas NÃO é o mesmo utilizado para trajetos com origem/destino ao aeroporto. O bilhete unitário para circular dentro de Atenas custa 1,40 e os de/para o aeroporto comentei acima.

O preço do trajeto de taxi desde o Aeroporto até o centro da cidade é de 35€ em horário diurno, caso precise para o período da noite, o preço sobe para 50€ (preço fixo).

Apesar do metrô não ser muito extenso (tem pouco mais de 80km) ele atende bem os principais pontos da cidade, então não precisa se preocupar com isso.

Chegando em Atenas…

 Logo ao sair da Estação Omônia fiquei um pouco assustada. Como é bem no centrão, pareceu um pouco o centro de São Paulo, com pessoas estranhas, pichações, ruas sujas e muita muvuca. Porém, depois de uma caminhadinha até o hotel, a ideia foi sumindo…

Ficamos hospedados no Best Western Hotel Museum, localizado na Mpoumpoulinas 16 e bem pertinho do museu arqueológico nacional. Em outra ocasião faço um post falando desse hotel, que gostei bastante. 

 Passeios a fazer…

Como não poderia deixar de ser, o principal ponto turístico da cidade é a Acrópole de Atenas. Construído por volta de 450 a.C, por Péricles, abriga uma das mais famosas e importantes edificações do mundo antigo: o Pathernon. Passear pela Acrópole é respirar história e se transportar para a época de ouro da Grécia antiga.

Encantador!

Encantador!

Grande Parte da Acrópole está destruída e cheia de maquinários para fazer restauração, o que atrapalha um pouco as fotos. Porém, o enorme encanto que esse lugar possui nos faz esquecer quaisquer problemas…

O principal monumento da Acrópole é sem dúvidas o Pathernon. Esse templo feito de mármore foi dedicado à deusa Atena e é o maior símbolo da arquitetura da Grécia antiga. É impressionante pensar que isso foi construído há muitos e muitos anos antes de Cristo e como se mantém até hoje…

Pathernon

Pathernon

Vista lá de cima

Vista lá de cima

Comprei o ingresso na hora e não peguei fila. Paguei 12 e o ingresso deu direito a ver as seguintes atrações: Acrópole, Ágora antiga, Ágora romana, Teatro de Dionisio, Kerameikos, Templo de Zeus Olímpico e Biblioteca de Adriano. Como meu marido tem carteirinha de estudante da União Europeia, ele não pagou nada! Então, se estiver estudando pela Europa, não esqueça sua carteirinha! Ah, o mais legal é que você não é obrigado a ver todas as atrações num único dia, pois o ticket é válido por 4 dias seguidos. 🙂

Em frente ao Templo de Zeus Olímpico está o Arco de Adriano, construído em 131 d.C pelos romanos para separar a antiga cidade grega da cidade moderna romana concebida por Adriano. Para quem não sabe, o imperador Adriano era um apaixonado pela cultura e vida na Grécia e durante seu domínio Atenas era quase vista como segunda capital do Império romano. O arco pode ser visto por qualquer um que passe pelo centro e não precisa pagar nada pra ver.

IMG_4293

Arco de Adriano

Lá da frente do arco dá pra ver o Templo de Zeus Olímpico (o ingresso está incluso no da Acrópole!). Esse templo começou a ser construído no século VI a.C e só foi concluído no século II, porém hoje em dia só tem restos dele…

Templo de Zeus Olímpico

Templo de Zeus Olímpico

Um passeio muito legal que fiz foi jantar no Restaurante Filistron, que fica localizado na Rua Apostolou Pavlou, 23. Recomendo que chegue cedo pra ver o pôr-do-sol e que fique até anoitecer para ver a Acrópole ilumiinada. Eu AMEI esse restaurante em tudo! Vista maravilhosa da terraça, comida grega perfeita, preço justo e atendimento excelente. O que me chamou bastante atenção foi o atendimento,  éramos 5 pessoas e queríamos pedir de entrada o famoso queijo fetta, pedimos pro garçom 5 porções, ele ficou assustado e disse que duas porções daria pra todo mundo… (que garçom faz isso, gente?). Pedi pra comer um prato de almôndega (isso é bem comum por lá) e fui muito bem servida – estava impecável. Tomamos vinho grego e uma outra bebida grega chamada ouzo, que apesar de ser forte, também gostei. Provei também um prato feito com batata ao forno com queijo – também uma boa pedida. Porém, o que mais me impressionou mesmo foi o preço da conta: 32,60€ pra mim e pro meu marido. Saímos de lá rolando de tão cheios.

Vista do restaurante às 20:30h...lindo demais!

Vista do restaurante às 20:30h…lindo demais!

Vista à noite

Vista à noite

O famoso queijo fetta, de comer rezando...

O famoso queijo fetta, de comer rezando…

Após jantar nesse inesquecível restaurante, fomos caminhar pelas ruas e tudo parecia mágico! Fomos andando no sentido Plaka e ouvimos uma música, por acaso subimos umas escadinhas e nos deparamos com o Teatro de Herodes, que estava tendo um concerto. Muita gente elegante caminhando pelas ruas, boa música e vista maravilhosa… de lá fomos caminhar pelo bairro de Plaka, que tem vários restaurantes e boas lojas de souvenirs. Como já estava um pouco tarde, pegamos o táxi e fomos pro hotel. Vale destacar que vale MUITO a pena andar de táxi em Atenas, é muito barato e os taxistas são muito simpáticos e atenciosos! A corrida de taxi mais “cara” que fiz deu 6€ (um absurdo, né?).

Olhem a movimentação em frente ao teatro...

Olhem a movimentação em frente ao teatro…

IMG_4229

Plaka

Atenas é uma cidade muito barata e confesso que fiquei BESTA. Madrid já acho barato, mas Atenas superou todas as cidades europeias que já visitei. As pessoas são extremamente solícitas e até mesmo quando não falam inglês, que é raridade, elas tentam nos entender. Numa ocasião pegamos um táxi e o taxista não entendia inglês… foi complicado mas ele se esforçou e conseguiu encontrar nosso destino… os taxistas são tão simpáticos que são praticamente guias de turismo, por onde andam explicam o que é, o que fazer, etc.

Pra quem tem curiosidade de saber quanto se gasta/dia passeando em Atenas, vai depender dos gostos e objetivos de viagem de cada um. No meu caso gastei em média 90€/dia (meu marido e eu juntos – fora hospedagem).

Segundo alguns gregos que conheci, é importante ter cuidado com a bolsa no transporte público, nas regiões centrais e ao caminhar à noite pelas ruas pouco movimentadas. Porém, com o táxi barato do jeito que é, nem precisa correr esse risco não… Fiquei com uma ótima impressão do povo grego e espero voltar em breve.

Beijos!

Pensando em emendar a viagem e conhecer alguma das ilhas gregas? Clique aqui.