O que fazer em Zakynthos

Se o paraíso existe, fica nas ilhas gregas! – O que fazer em Zakynthos

Voltei anteontem da Grécia e ainda estou digerindo tudo o que vi nessa minha estadia por lá. Eu esperava que fosse um país legal e com muitas atrações, mas tudo o que vi foi muito além das minhas expectativas. Depois de conhecer Atenas, alugamos um carro e partimos para uma ilha jônica chamada Zakynthos, não é tão conhecida como as ilhas Cíclades como Mykonos ou Santorini, mas é nela que está a premiada praia de Navagio Beach, conhecida por ser uma das mais belas do mundo.

COMO CHEGAR EM ZAKYNTHOS PARTINDO DE ATENAS

Alugamos um carro na empresa Enterprise e foi a diária mais barata que achei, saiu por 49,00€/dia (com seguro incluso) e nos deram um upgrade de categoria na hora e pegamos um carro mais espaçoso. Percorremos 287 km de Atenas até o Porto Killini, onde pegamos o ferry pra atravessar pra ilha. Compramos na hora o ticket do ferry e foi a melhor opção, pois encontramos um mais barato do que eu tinha pesquisado na internet. A viagem até Killini foi demorada, talvez porque não conhecíamos direito a estrada e porque ela não seja tão boa (mas pra quem já viajou pelo Norte do Brasil, é uma maravilha). O trajeto até Killini durou 4h e gastamos 6,40€ com pedágio.

DSCN1475

Alugamos um Ford Focus e nos deram esse carro aí…

Kefalonian Lines/valores 2017

Kefalonian Lines/valores 2017

Pegamos o ferry da empresa Kefalonian Lines, e superou minhas expectativas, é bem confortável, limpo e organizado. Atravessar no ferry já é um passeio. Pagamos 27,50€ pelo carro, 4,40€ pro meu marido (tarifa reduzida – estudante) e 8,40€ pra mim (tarifa integral). Em aproximadamente 1:20 já estávamos no nosso destino. Ah, vale destacar que dentro do ferry tem lanchonete, caso você não queira parar no caminho até Killini pra comer e não perder tempo. Fiz um lanche lá e achei bom. Além de lanchonete, tem sofás pra descansar, poltronas pra assistir TV, cadeiras pra massagem, etc. Eu tinha lido na internet sobre o ferry da Ionian Ferries, que também é uma outra opção, mas no dia que fomos estava mais caro que o da Kefalonian Lines.

Dentro do ferry

Dentro do ferry

Ao desembarcar na Ilha colocamos o endereço do hotel no GPS e tivemos uma surpresa: muitas ruas em Zakynthos não tem nome, então não conseguimos encontrar o hotel pelo GPS. O jeito foi ir para o bairro que sabíamos que estava o hotel e sair perguntando… mas quanto a isso acredito que ninguém terá problemas, os funcionários dos restaurantes da ilha conhecem tudo na palma da mão. Porém, recomendo que peça uma boa referência da localização do hotel. 🙂

HOSPEDAGEM

Ficamos hospedados no Ikaros Hotel, que nos foi indicado pela Flytour, e o quarto não era bom como nas fotos e o banheiro era terrível (não gosto nem de lembrar!). Porém, como já tínhamos efetuado o pagamento das diárias de forma antecipada, tivemos que encarar. A área de lazer do hotel era muito boa, com umas redes ao redor da piscina, bar, sinuca, etc. O hotel tem estacionamento próprio e oferece wifi gratuito na área do bar & piscina (apesar de funcionar só quando quer). Não voltaria a me hospedar nesse hotel, apesar do staff ser excelente.

Pontos altos:

–       Boa localização; –       Estacionamento próprio; –       Frigobar no quarto; –       Staff amigável; –       Boa área de lazer; –       Cama confortável.

Pontos fracos:

–       Banheiro antigo e aparentemente sujo; –       A ducha do banheiro não tinha suporte para fixar junto à parede, então tínhamos que tomar banho segurando a ducha (terrível!); –       Toalhas encardidas e com má aparência; –       Internet não funcionava muito bem; –       Café da manhã pobre e com louças sujas (em duas ocasiões disponibilizaram xícaras para uso que estavam VISIVELMENTE mal lavadas).

O QUE FAZER EM ZAKYNTHOS

Os pontos ruins citados nesse post não são nada perto da delícia que é essa ilha e dos belos dias que vivemos por lá. Ficamos hospedados no bairro de Laganas e ele tem uma vida noturna bem ativa: restaurantes, bares e baladas pra todos os gostos e bolsos. É visível a presença de ingleses na ilha, coisa que é até estranho, pois às vezes parece que estamos em uma colônia inglesa.

Claro que queríamos fazer o passeio para Navagio Beach, então logo no primeiro dia seguimos de carro até o Porto Vromi, onde tinha lido na internet que saíam barcos de passeio de lá. Infelizmente o porto não estava funcionando nesse dia, pois o mar estava muito agitado e segundo eles, tinham ondas de mais de 2m de altura. 🙁

IMG_4377

Porto Vromi

Partimos para outra praia que nos foi recomendada por um grego que conhecemos, acessível por carro, chamada Dafni Beach. A praia é bonita, com ambiente bem familiar. A beleza da praia não é de tirar o fôlego, mas acabamos curtindo o resto do dia por lá mesmo. Ficamos num restaurante que tem logo na entrada da praia e o atendimento era excelente, porém a comida pode-se dizer que foi a única comida ruim que comi na Grécia. Não só a minha comida, mas a de todos que estavam comigo. Não recomendo que comam por lá… (logo que cheguei a garçonete me disse que lá tinha a melhor comida da Grécia, era melhor ter ficado calada…rsrs).

IMG_4403

Chegando em Dafni Beach…

No final do dia passeando pela cidade compramos o ticket para fazer o cruzeiro pelas praias e sem dúvidas é um passeio IMPERDÍVEL para se fazer. Compramos numa lojinha de turismo que tinha perto do hotel (lá você vai encontrar várias dessas!) e pagamos 23€/pessoa pelo passeio com duração de 8h. No dia do cruzeiro pegamos o ônibus em frente ao restaurante Taj Mahal (Laganas) que nos levou até o porto para partir. O cruzeiro tem 3 andares e uma boa infraestrutura pro passeio – pessoal atencioso, comida disponível para compra, etc. Demos uma (bela) volta ao redor da ilha, fazendo algumas paradas pra fotos e mergulho.

Lembrando que ao fazer a reserva por esse link você paga em reais, foge do IOF, não paga nada a mais por isso e ainda ajuda a amiga aqui!

Entre tantas fotos e vistas maravilhosas, fomos chegando na estrela do passeio: Navagio Beach. Confesso que foi muito difícil escrever sobre essa praia, pois tudo que eu escrevesse não seria suficiente pra descrever o que ela realmente é. É sem dúvidas a praia mais bela que já vi, e acho difícil ver outra mais bonita, haja vista que essa já foi escolhida diversas vezes como a mais bela do mundo (!).

Chegar em Navagio Beach é realmente de tirar o fôlego, perder as palavras e imaginar o quanto Deus caprichou fazendo esse lugar. Os diversos tons de azuis refletem nos olhinhos cheios de brilho dos turistas basbaqueados e inertes frente à tanta beleza junta.  Na praia tem um navio encalhado, que pelo que já li sobre, não tem ao certo uma explicação do por quê ele foi parar ali: uns dizem que foi a prefeitura que colocou propositalmente pra incentivar o turismo na região, outros dizem que era um navio escocês de contrabando de cigarros e bebidas que afundou sendo perseguido pelas autoridades gregas, outros dizem que era um navio cargueiro que encalhou há uns bons anos atrás. Mistérios que nunca saberemos ao certo desvendar, mas que ainda dá um clima a mais pro ambiente.

O navio atracou na praia e por lá ficamos algumas horinhas babando… vale ressaltar que a água é bem gelada, mas que depois que entra, não dá mais vontade de sair. Tem muita pedra de seixo na beira da praia, mas são pedrinhas lindas, bem branquinhas e brilhosas. É possível também olhar a praia do alto de um penhasco indo de carro, e de lá também tem a opção de praticar base jump (salto de paraquedas) – claro que esse passeio tô fora (medo!).

IMG_4588

Chegando no paraíso! A cor da água NÃO é photoshop!

Navagio Beach

Navagio Beach

Navagio Beach

O melhor sobre o que fazer em Zakynthos: Navagio Beach

DSCN1614

Um corajoso praticando base jump

Quando o navio apitou, já era hora de continuar o passeio e seguimos cada vez mais encantados por cada canto que passávamos. Outra atração linda são as Blue Caves, realmente impressionante. É tão lindo que não consigo descrever. Muitas das cavernas são cenários publicitários da Dolce & Gabanna, que com certeza já vimos a foto mas nem imaginamos onde é, mas que agora já sabemos 🙂 .

dolce-and-gabbana-light-blue-ad-campaig-bianca-balti-perfume-women

Cenário de propaganda D & G

IMG_4508

Dolce & Gabanna já pode me contratar?

IMG_4529

Blue Caves

Passamos também por Marathonissi (Turtle Island), uma ilha que tem um formato bem parecido com o de uma tartaruga, e que coincidentemente é o local de desova das tartarugas “Caretta-caretta”conhecidas como as tartarugas da cabeça grande, que infelizmente correm perigo de extinção. Como estávamos em um navio grande, não consegui vê-las, mas existem passeios em barcos menores só com esse fim (15€/pessoa – duração de 3h).

Turtle Island

Turtle Island

Paramos num lugar lindo pra tomar banho e fomos nadando até dentro de uma das cavernas (haja coragem! rs) mas não poderíamos deixar de ir. É extremamente fundo, então é necessário ter fôlego e pique pra nadar até chegar na caverna e pique pra voltar pro barco. Uma moça que conhecemos na viagem tentou nadar até a caverna e não conseguiu, sentiu palpitação e um bote foi resgatá-la na hora. Dentro da caverna tinha uma pedra grande que podíamos ficar em pé e descansar pra voltar pro barco… sensacional e imperdível. A água é azul-cristalina e extremamente linda.

Depois de muitas fotos, paradas e encanto, o passeio chegou ao fim. Recomendo a todos que façam esse passeio, achei bem organizado e pontual.

Águas cristalinas...

Águas cristalinas…

Outra praia bem legal que conhecemos outro dia foi a praia de Banana Beach. Na praia têm dois grandes restaurantes de bom padrão que ficam um ao lado do outro tocando música, e ao lado de um deles tem um lugar em que pode-se alugar jetsky, banana, caiaque, brinquedos aquáticos para criança, etc. Alugamos um caiaque (5€ – 1h) e fomos remar pela praia. Foi um passeio bem legal até a hora do caiaque virar e cairmos com tudo na água fria. Para relaxar alugamos uma barraca coberta pelo preço de 12€, mas que achei que valeu a pena.

A água dessa praia é transparente, cristalina e menos fria que as outras, e além disso nela podemos ver alguns peixinhos 🙂 . Nessa praia tem muita gente bonita e algumas mulheres fazendo topless (mulheres ciumentas, cuidado! rs). Almoçamos no restaurante da praia, mas em outro post venho contar os lugares que escolhi pra comer e incluo esse, que é muito bom.

DSCN1687

Banana Beach

IMG_4687

Vista do restaurante

Me fizeram remar!! hahaha

Me fizeram remar!! hahaha

Não deixe de passear também por Lomvardou (rua do Hotel Strada Marina), que tem vários bares e restaurantes e uma vista maravilhosa. Nesse lugar pode-se comprar tickets para passeios e souvenirs. Além desse, outro lugar legal pra ir no final da tarde é um mirante chamado Bochali que fica perto do Venetian Castle. Nesse mirante tem lanchonetes e restaurantes ótimos para desfrutar a vista da cidade do alto, além de uma bonitinha igreja ortodoxa.

Vista lá do alto...

Vista lá do alto…

É isso gente, conhecer essa ilha foi realmente impressionante e até agora estou encantada! Se estiverem procurando um lugar de refúgio pra ir na Grécia, não hesitem em ir pra lá.

Beijos!!

Para continuar lendo sobre a Grécia, clique aqui.