L’Entrecôte de Paris

L’Entrecôte de Paris – unidade Natal

Sou fã desse prato desde a primeira vez que comi, no L’Entrecôte D’Olivier, do chef Olivier Anquier, em São Paulo. Em outra ocasião tive o privilegio de conhecer o renomado Le Relais de L’Entrecôte, em Paris, e o prato ganhou meu coração de vez. Ao saber que tem um restaurante da rede de franquias L’Entrecôte de Paris em Natal deixei de lado o camarão e a carne de sol pra me render a esse típico prato da culinária francesa que, apesar de simples, tem um sabor maravilhoso.

Afinal, o que é um entrecôte? Tradicionalmente o corte da parte superior do contra-filé, super macio e cortado em pedaços, servido com um molho especial cuja receita original é um guardada a sete chaves, mas cujo ingrediente principal é a mostarda Dijon. De acompanhamento batatas fritas cortadas bem fininhas, sequinhas e servidas à vontade. SIM, você leu certo! Enquanto você se delicia da sua carne o garçom fica passando pra lá e pra cá com uma bandeja cheia de batatinhas pra você se servir do quanto quiser. 🙂

Antes disso, e não merecendo ser atropelada, é servida uma salada verde divina que sempre como duas vezes, já que meu marido não come alface (uhuuu). Alface, nozes, tomate cereja e um molhinho maravilhoso cujo ingrediente principal também é mostarda.

IMG_7969

Por incrível que pareça, o restaurante só possui esse prato. O máximo de variações que você vai conseguir é sobre o ponto da carne: mal passada, ao ponto e bem passada. Pedi a minha ao ponto e estava maravilhosamente ao ponto mesmo! A estratégia adotada pelos restaurantes do gênero é a seguinte: “Já que o prato é tão bom, pra que servir outro?”

Tradicionalmente é servido de sobremesa uma mousse de chocolate, mas no L’Entrecôte de Paris optei por um Classic Crème Caramel, que nada mais é do que o pudim mais lindinho que já vi na vida. Apresentação nota 10.

Tem coisa mais linda no mundo?

Tem coisa mais linda no mundo?

O atendimento também foi bom, apesar de não ser espetacular. Além dessas comidinhas citadas ainda pedi um couvert pois cheguei no restaurante morrendo de fome. Achei que o couvert não valeu a pena. Uma cestinha de diversos pães que visivelmente haviam sido aquecidos no micro-ondas, o que particularmente não gosto. Apesar disso, o patê de azeitonas que acompanhava era ótimo.

O restaurante é confortável, música ambiente agradável e tem boa localização, dentro do Natal Shopping. Fui num feriado e não tinha filas, o que em Natal é um milagre tratando-se de um bom restaurante.

L'Entrecôte de Paris

L’Entrecôte de Paris

Na comparação dos três restaurantes notei que o sabor dos molhos são realmente diferentes, apesar de todos bons. Pelo visto não conseguiram replicar mesmo a receita do Le Relais De L’Entrecôte, mas fizeram boas variações (o que é bom!).

Quanto gastar?

Quanto gastar?

O L’Entrecôte de Paris tem unidades em todas as capitais do Sudeste (exceto Vitória) e em várias cidades do Nordeste, como Fortaleza, João Pessoa, Natal e Salvador. Tem também em Brasília, e em outras cidades menores do Sudeste.

Saí rolando do restaurante e com vontade de voltar! E vocês, já conhecem algum restaurante da rede?

UPDTATE: Em julho/2016, infelizmente, como muitos restaurantes em Natal em meio à crise econômica, este foi mais um que fechou as portas. Porém, deixarei o post no ar por ser franquia e seguir um padrão.

Beijos!