Cochinillo em Madrid

Restaurante Botín: O mais antigo do mundo

Eu sou o tipo de pessoa que ADORA conhecer coisas novas e dificilmente fidelizo em algum bar ou restaurante, pois sempre penso que têm muitos outros pra conhecer. Se você se identifica com isso e não vai pra restaurante só pelo prato de comida mas também pela experiência, jantar no Sobrino de Botín é imperdível. Pra começar, o restaurante está na lista da Forbes como o terceiro mais clássico do mundo.

Restaurante Sobrino de Botín

Restaurante Sobrino de Botín

Fundado em 1725, esse lugar é considerado o restaurante mais antigo do mundo (sim, do mundo!) e está no Guinness Book of Records pela sua “idade”. Há rumores que Goya trabalhou lá lavando pratos, e que Hemingway também já passou por lá. 🙂 A arquitetura e decoração do ambiente é totalmente antiga, acredito que nunca foi muito reformado, com exceção do último andar que é mais “moderninho” do século XX…rs.

Para jantar nesse lugar é necessário fazer reserva com pelo menos uns 7 dias de antecedência, do contrário NADA FEITO. O local é muito badalado e movimentado, tanto por espanhóis quanto por turistas curiosos do mundo todo. Na primeira vez que fomos meu marido fez a reserva para 20h e tínhamos esquecido que 20h ainda estaria muito claro e pedimos pra mudar de horário, mas não tinha mais vaga e acabamos indo às 20h mesmo. Para fazer uma reserva online, clique aqui.

Eu fiquei no melhor andar pra quem espera uma “experiência”: o subsolo. O térreo também é interessante, e os dois andares de cima não muito. A escada é estreita e um pouco ruim de descer pra quem está de salto alto, mas logo ao descer tinha um garçom pra me recepcionar e fazer a gentileza de segurar a minha mão pra eu não me esparramar no chão. O local é tudo aquilo que você espera ver ao visitar um local antigo: paredes de pedra, arcos dividindo os ambientes, piso de madeira, portas antigas e baixa iluminação (porém, suficiente).

Escada do Sobrino de Botín

Escada do Sobrino de Botín

Porta do século XVIII - Sobrino de Botín

Porta do século XVIII – Sobrino de Botín

Comemorando aniversário de casamento :)

Comemorando aniversário de casamento 🙂

O atendimento foi impecável desde o momento da chegada até a hora de ir embora, o que é realmente difícil de ver em Madrid. Pra quem não sabe, Madrid não é um lugar em que você é bem atendido, pelo contrário – os atendentes em geral são super grossos. Porém, os garçons do Botín são muito simpáticos, eficientes e gentis.

Pedimos de entrada pãozinho (não resisto!) e croquetas de jamón, que sem sombra de dúvidas foi uma das melhores que já comi na Espanha. Além disso, tomamos vinho tinto espanhol (claro!), e de prato principal pedimos o famoso cochinillo assado no forno à lenha, carro-chefe da casa since 1725. O cochinillo é um leitãozinho crocante por fora e macio por dentro. Dizem que pra um cochinillo ficar no ponto certo ele fica durante dias assando.

Croquetas de jamón

Croquetas de jamón

Vino de la Rioja

Vino de la Rioja

O famoso cochinillo

O famoso cochinillo

De sobremesa fui de torta de queijo, que não foi a melhor que já comi na vida, mas que estava boa pra padrões espanhóis – que não tem os doces como forte.

Tarta de queso

Tarta de queso

QUANTO GASTAR

Achei o restaurante muito bom em tudo: atendimento, qualidade dos pratos, localização e preço. Nossa primeira ‘brincadeira’ saiu por 79,35€+10% de gorjeta, que no câmbio da ocasião sairia por R$282,78, que talvez seja quanto pagaríamos num bom restaurante no Brasil pra consumir o que consumimos. Achei que valeu muito a pena. Pra quem visita Madrid pela primeira vez, recomendo que uma ida ao restaurante esteja na lista de coisas pra fazer. 🙂

Menú do Botín

Menú do Botín

OBS: Para quem não sabe, não devemos calcular a conversão de real pra euro com base na cotação do euro dos jornais, pois este é apenas uma referência pro euro comercial e você não conseguirá comprar a moeda nessa cotação divulgada. Caso você precise viajar, precisará comprar euro “turismo”, que apesar de não utilizarem oficialmente essa denominação, é como se fosse. Para ver as cotações atualizadas e ter uma noção de quanto as casas de câmbio estão cobrando, clique aqui.

UPDATE

Como gostei muito do local, retornei ao restaurante algumas outras vezes depois da primeira visita, porém em uma das ocasiões não comi o cochinillo, comi carne bovina (solomillo a la plancha) e estava ótima! Carne muito macia, bom tempero e suculenta. A carne bovina ainda é um pouco mais barata que o cochinillo (aproximadamente 18€), e se você estiver com muita fome, não dá pra dividir. Meu marido comeu o cordeiro, que também estava ótimo. Anotem aí! 🙂

Meu lugar preferido no restaurante: o porão

Meu lugar preferido no restaurante: o porão

Beijos!

CONTINUE LENDO: