Chocolatería San Ginés

Que tal conhecer Madrid em 1 dia?

Conhecer de fato Madrid em 1 dia é impossível, mas dá pra ter uma boa noção do que é a cidade e o que tem a oferecer para seus turistas. A primeira coisa que se deve fazer ao conhecer Madrid é deixar o salto alto em casa e calçar seu melhor tênis, pois a cidade é uma delícia de ser percorrida a pé!

Logo ao chegar em Madrid vá caminhar pela Calle Gran Vía e olhar vitrine de suas dezenas de lojas, andar pela Plaza Puerta del Sol e admirar o local. É um lugar extremamente central, em que você vai encontrar de tudo: lojas, fast foods, lanchonetes, restaurantes, bares, artistas de rua, turistas, executivos de passagem, pedintes, vendedores de rua, etc. De tudo um pouco. A praça ainda é ponto de encontro das principais manifestações na cidade.

Nessa praça tem uma estátua curiosa e muito presente em cartões postais madrileños, estátua essa chamada de Oso y Madroño, conhecida como símbolo de Madrid. Uma das teorias acerca dessa estátua é que Madrid inicialmente iria se chamar Ursa, que quer dizer “oso” em latim. A razão é que na área onde está a praça haviam vários bosques habitados por ursos, e nesses bosques haviam árvores de madroño, que dão um fruto parecido com morango… (só curiosidade!). Outra curiosidade é que na praça está o marco zero das estradas espanholas, além do relógio que faz a contagem regressiva pro ano novo. 🙂

Na foto abaixo dá pra “sentir” um pouco como é o clima na Puerta del Sol, sempre muito movimentada!

Puerta del Sol

Puerta del Sol

Oso y Madroño

Oso y Madroño

Chegando na Gran Vía...

Chegando na Gran Vía…

De lá siga pela Calle Mayor, que tem um comércio forte com muitas lojas e lugares para comer, e vá até a Plaza Mayor, que na minha opinião é a praça mais interessante de Madrid, não só pela beleza mas por tudo que já representou e representa pra cidade. É uma praça MUITO antiga, cuja origem data do século XVI. Tem formato retangular, é praticamente fechada, sendo rodeada de todos os lados por edifícios de três andares, e tendo a sua entrada possível somente através de pórticos.

O local funcionou também como palco de numerosos atos públicos, como coroações reais, corridas de touro e atos de fé – sim,  ali eram realizadas execuções e julgamentos públicos no período da Inquisição. Fogueira de carne humana queimava no período da Idade Média – me arrepio só de pensar! Hoje o local está dominado por vários bares e restaurantes (a foto de capa desse post é lá!).

IMG_4131

Passeando pelo centro de Madrid…

Ainda a pé, caminhe até o Palácio Real: belo, grandioso, luxuoso. Se quiser economizar e entrar de graça, clique aqui. O palácio é enorme, e admirá-lo mesmo que por fora é muito interessante. Bem em frente dele está localizada a Catedral de la Almudena, principal igreja católica da cidade, e lá está a imagem de Santa María de la Almudena, padroeira da cidade. Eu, particularmente, acho a igreja muito mais bonita por fora do que por dentro. Acho que depois de ver tantas igrejas belas por aí, fica mais difícil de se impressionar.

Uma observação que acho que vale a pena compartilhar aqui é que a visita à igreja é gratuita, já vi gente pensando que tem que pagar para visitá-la, só porque logo na entrada tem uma caixa com determinado valor escrito “donativo”- que trata-se de doação, dá quem quer e ninguém é obrigado a pagar pra entrar.

Catedral de la Almudena

Catedral de la Almudena

Conhecer Madrid em 1 dia?

Conhecer Madrid em 1 dia?

Pra dar um sabor a mais ao dia, faça frio ou calor, vá comer churros com chocolate quente na famosa Chocolateria San Ginés, imperdível pra quem visita a cidade e mais imperdível ainda pra quem visita a cidade no inverno! Lá eles servem basicamente chocolate quente com churros e porras desde 1894 (pra quem não sabe, porra é um tipo de churros mais fino e comprido). Eu adoro o chocolate quente de lá, porém o churros, na minha opinião, poderia melhorar. Acho um pouco oleoso e nem se compara com os churros brasileiros (o de Madrid é diferente, pois não tem recheio e é meio salgado).

Preço? Excelente, com menos de 4 euros compra-se o churros e o chocolate. O local é bem legal, pois por lá passam milhares de turistas anônimos e famosos, e as paredes de dentro da chocolateria são decoradas com fotos de pessoas públicas e clientes celebridades. Vai que um dia você está tomando um chocolate caliente e se depara com o Javier Bardem do seu lado? hehe.

Só pra deixar vocês na vontade, uma fotinho de lá:

San Gines

Quer um pouquinho? 🙂

Interessante também é dar uma esticadinha até a Plaza de España, uma praça central localizada no final da Gran Vía e que estão os prédios mais altos da capital. Inclusive por lá está a Torre Madrid, que ao ser inaugurada em 1960, ocupou durante muitos anos o posto de edifício de concreto mais alto da Europa (tem 142 metros). No centro dessa praça há um jardim com uma fonte dedicada a Miguel de Cervantes, uma escultura dedicada ao escritor e umas estátuas que representam Dom Quixote e seu fiel escudeiro Sancho Panza.

Plaza de España

Plaza de España

Não deixe de passar pela frente do Palácio das Comunicações, localizado na Praça de Cibeles, que é um dos prédios mais belos de Madrid e talvez da Espanha. É possível subir ao topo pra ver a cidade do alto, antes a subida era gratuita mas quando desencadeou a crise econômica começaram a cobrar. Porém, é um valor simbólico de 2€ para adultos e 0,50€ para crianças. Vale a pena ir!

Palácio de Cibeles ao fundo

Palácio de Cibeles ao fundo

É isso gente, Madrid tem muita coisa pra ver e fazer, e esse seriam uns passeios “básicos”pra quem está de passagem pela cidade.

Beijos! 🙂

CONTINUE LENDO: