Devo contratar um seguro viagem?

Uma das coisas que mais me perguntam é se costumo contratar seguro viagem quando vou ao exterior. Confesso que tenho experiência com as três possibilidades possíveis:

  1. Não contratar nada e contar com a sorte
  2. Ativar o seguro do cartão de crédito
  3. Contratar o seguro viagem e viajar mais tranquila

Vou contar pra vocês aqui nesse post algumas curiosidades, perrengues que já passei e falar sobre a importância de se prevenir.

Aliás, vocês sabem qual a diferença entre plano de saúde, seguro saúde e seguro viagem?

Os planos de saúde geralmente oferecem cobertura apenas dentro da região onde o segurado contratou. Há alguns planos com cobertura nacional e internacional, porém, costumam ser muito caros e não há grande necessidade de contratação, caso a pessoa não viaje muito. Eu, por exemplo, quando criança tinha o plano de saúde nacional e internacional do Bradesco Saúde, porém nunca fui ao exterior quando o tinha, o que acabava sendo totalmente desnecessário naquela época.

Já o seguro saúde oferece ao contratante coberturas para internações, exames, consultas, análises clínicas e outras coisas relacionadas especificamente à saúde do segurado.

O seguro viagem, como o nome já sugere, é mais abrangente e garante cobertura para gastos com despesas médicas de urgência/emergência e cobre muitas outras coisas relacionadas à viagem, como extravio de bagagem, traslado de corpo, traslado médico e até indenização em caso de acidentes trágicos que resultem em morte ou invalidez permanente do segurado.

Qual a diferença do seguro do cartão de crédito para o seguro viagem?

A principal diferença é que o seguro viagem do cartão escolhe qual plano o cliente pode utilizar e, muitas vezes, a cobertura disponibilizada não é a ideal para a viagem que o segurado irá fazer.

Ademais, por ser um serviço adicional, o seguro do cartão de crédito trabalha em maioria com o serviço de reembolso, ou seja, caso você precise de atendimento no exterior, provavelmente vai precisar desembolsar o dinheiro que tiver para pagar pelas despesas médicas.

Quando estávamos na Suíça, por exemplo, meu marido acidentalmente quebrou o dedo quando brincávamos no trenó numa montanha. Era dia de Natal, estávamos numa cidade de montanha sem muitas opções de atendimento médico, e ele, na opção de atendimento direto (sem necessidade de reembolso), só conseguiu atendimento mais de 24h depois, em outra cidade.

Nem preciso dizer que foi um perrengue e tanto. Ainda no Brasil eu já havia me organizado, emitido a apólice e levado comigo os telefones que precisaria contatar em caso de acidente, mas ainda assim o atendimento não foi tão rápido.

Se eu tivesse contratado um seguro viagem, seria possível escolher o plano que melhor se encaixaria no tipo de viagem que fiz (atividades de montanha/inverno), e rapidamente seria atendida sem a necessidade de ter que desembolsar algo caso necessitasse de atendimento.

O seguro oferece toda assistência em caso de necessidades como médico, hotel, direcionamento da rede hospitalar mais próxima e, em casos mais graves, a seguradora cuida de tudo.

Tive problemas com minha bagagem quando fui pra Madrid em dezembro. Desembarquei em Madrid num frio de 0°C e minha bagagem não chegou. Eu não tinha roupa pra vestir, pois havia despachado tudo. Como minha mala só chegou no dia seguinte, precisei comprar roupa e itens de higiene pessoal pra utilizar. Se eu tivesse contratado seguro viagem em vez do do cartão de crédito, não teria tido esse gasto, pois eles também reembolsam os gastos de atraso de bagagem.

Quando morei na Europa fiz um longo seguro viagem, que atendeu perfeitamente o que eu precisava. Na época fiz da Assist Card e achei ótimo, pois todas as vezes que precisei – e foram umas 4x – me atenderam com prontidão.

Uma vez estava na Itália e havia me empanturrado de comidas e temperos num jantar. Não deu outra: tive uma alergia que parecia que minha garganta ia fechar. Foi terrível, pois lembro até que minha voz mudou e acho que eu estava prestes a ter falta de ar. Entramos em contato via chat com a seguradora, que imediatamente enviou um médico para me atender no hotel e me medicar. Se eu não tivesse contratado o seguro, não sei como seria, pois não era algo que desse pra esperar.

A importância do seguro viagem para uma trip mais tranquila

A importância do seguro viagem para uma trip mais tranquila

Vale a pena utilizar apenas o seguro do cartão de crédito?

O benefício oferecido por algumas categorias de cartões pode até parecer vantajoso no que se refere à economia, mas o atendimento e a cobertura pode ser insuficiente para a viagem. Nas principais empresas do mercado – como Visa e Mastercard – acredito que esse serviço está disponível apenas para portadores das bandeiras superiores, como platinum e black (se alguém tiver uma informação mais precisa quanto a isso, peço que me corrija).

Além disso, para ter direito ao seguro, a compra da passagem deve ter sido paga com o cartão de crédito em questão e a viagem não pode exceder 30 dias. Quem viaja para um mochilão ou intercâmbio muito provavelmente precisa contratar um seguro viagem direto da seguradora. Complicações na gravidez e práticas de esportes também não costumam ser cobertos.

Por isso, mesmo podendo usufruir desse benefício, é preciso atentar bastante para a cobertura. O ideal é sempre ligar com antecedência para a central de atendimento do cartão, avisar que vai viajar e solicitar as condições gerais da cobertura do seguro disponibilizado. Além de fazer isso, costumo emitir online a apólice para tê-la em mãos facilmente, caso precise.

Sugiro também que compare os benefícios do seguro das operadoras de cartão com os planos das seguradoras. Além de serem especializadas em seguros para viagem, essas empresas oferecem mais opções de cobertura e planos mais completos.

Portanto, acho que o perrengue não vale a economia. Imprevistos podem acontecer, mesmo pra quem tem saúde e não adoece nunca, e – conforme visto aqui – o seguro viagem excede o assunto “saúde” e poupa uma dor de cabeça também quando o assunto é cancelamento de viagem, extravio ou atraso de bagagem, etc. Eu, particularmente, só não contrato seguro se for uma viagem rápida ou pela América do Sul.

Como encontrar o seguro viagem mais barato?

Photo by rawpixel on Unsplash

Photo by rawpixel on Unsplash

Compare diferentes planos de seguros

Mesmo antes de me tornar afiliada do Seguros Promo, já utilizava o site nas minhas buscas. Lá você pode fazer uma comparação detalhada e ter acesso aos preços de diferentes de seguros ofertados, analisando qual possui o melhor custo-benefício para você.

Alguns, por exemplo, cobram taxa de franquia por uso, verifique isso antes de contratar.

Além disso, é interessante pesquisar pelos custos de alguns procedimentos médicos no país de destino, como quanto custa uma consulta médica ou uma diária no hospital, por exemplo. Assim você terá uma ideia do quanto poderá ter que desembolsar caso ocorra um imprevisto.

Verifique se o seguro está adaptado ao perfil de sua viagem

Na hora de escolher o plano de seguro, tenha em mente o roteiro que você pretende realizar e as atividades que pretende fazer em seu destino. Vai viajar grávida? Com crianças? Vai praticar esporte? Intercâmbio? O importante é ter em mente que cada viagem requer um tipo de seguro.

Sobre o Seguros Promo

O Seguros Promo é um comparador de preços de seguro muito prático e eficiente. O site junta as informações de todas as seguradoras, compara preços e coberturas, onde o cliente define qual a melhor opção para seu perfil. Contratando através do banner do meu blog ou utilizando o cupom que vou disponibilizar no próximo parágrafo você não gasta nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a se manter vivo. 🙂
Família

COMO ECONOMIZAR NA CONTRATAÇÃO?

1 – Utilize meu cupom de desconto

Você pode baratear seu seguro utilizando um cupom de desconto meu. Com o cupom RAFAPELOMUNDO5, você terá 5% de desconto na contratação do seu seguro viagem. Não é pegadinha e nem papo furado, é fato. Basta cotar lá e depois me dizer. 🙂

2 – Escolha pagar via boleto bancário

Pagar através de boleto é outra dica para diminuir os custos com a contratação. No Seguros Promo você tem mais 5% de desconto ao optar por esse método de pagamento.

E vocês? Costumam contratar seguro ou não?

Beijos!

Comente!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE