Miami

Compras nos EUA: Ainda vale a pena?

Se vocês acompanham um pouco os noticiários no Brasil sabem que o dólar essa semana (22/09/2015) alcançou o maior nível da história do Real. Agora, no momento em que escrevo esse post, ele está custando R$4,10 pra venda no dólar comercial – que não é o vendido nas casas de câmbio (Fonte: Bacen). O objetivo do post é informar o viajante se mesmo assim ainda vale a pena fazer compras nos EUA. 🙂

Cheguei há poucos dias dos Estados Unidos novamente e gostaria de dividir um pouco com vocês como andam os preços por lá, e fazer uma leve comparação de quando fui em 2013, com o dólar a R$2,04 (cotação que comprei). Nessa viagem de 2015 paguei R$3,67 no mês de julho, e atualmente na mesma casa de câmbio já está R$4,34. Basta fazer uma simples continha pra ver que paguei R$1,63 a mais por cada unidade de dólar em relação à viagem anterior. É dinheiro pra dedéu.

Mas quem está com viagem marcada e está prestes a entrar em pânico com a cotação atual, a boa notícia é CALMA! Não acho que cancelar a viagem seja uma boa ideia, a não ser que vá fazer muita falta no orçamento. Cancelar viagem implica em pagar multas à companhia aérea, pagar diárias integrais nos hotéis caso não tenha optado pelo cancelamento grátis, etc.

O ideal é replanejar a viagem e priorizar os passeios do que as compras, pois tem muita coisa que está mais barato no Brasil que na terra do tio Sam. Mas se sobrar um dinheirinho e tempo, saibam que alguns itens em especial ainda são bem mais em conta que no Brasil, mesmo considerando esse dólar cruel.

Levi’s

Comprei duas calças na Levi’s por US$12 e US$15. O que convertendo pela cotação que comprei, saiu em média por R$49,54. É barato pra caramba! Nem nas grandes lojas de departamento no Brasil conseguimos pagar esse preço por uma boa calça comprida. 🙂

Lee

Comprei algumas camisas de algodão ótimas e custaram US$11,00/cada. O que convertendo sai por R$40,37. Achei excelente tanto as camisas quanto o preço.

Victoria’s Secret

Na primeira viagem pros EUA eu simplesmente saí carregada de sacolas dessa loja, inclusive com muitas lingeries, porém atualmente já não achei nada vantajoso comprar lingerie, a não ser que você não se importe de pagar mais de R$40,00 por uma simples calcinha. Se levar em consideração aquelas mais bonitas e trabalhadas… estão mais caras ainda.

No entanto, a loja é cheia de promoções que podem valer a pena. Comprei um kit com 7 produtos por US$35,00 (R$128), o que achei ainda assim muito bom. Comprei sabonete líquido esfoliante, perfumes, esfoliante para pés e perfume pós-banho. Só não comprei hidratante porque confesso que já enjoei deles e ainda tenho do meu estoque da última viagem… kkkk.

Já as nécessaires não achei tão vantajosas, em outra ocasião comprei duas e agora as mesmas estão US$42,00/cada. Eu sinceramente já não acho barato (R$154,00/cada). Comprei também gloss labial por US$1,00 e que estão atualmente US$4,00. Além do fator câmbio, achei que a loja deu uma inflacionadinha.

U.S. Polo Assn.

Essa marca de roupas e acessórios americana já era barata, e mesmo com o dólar ruim, ainda continua valendo a pena. Meu marido comprou umas camisas de algodão e outras de botão por US$10,00/cada. Comprei uma sainha linda por US$11,00. No balanço final achei que valeu muito a pena pela qualidade dos produtos.

Ross

Essa grande loja de departamentos americana vende de tudo: sapatos, malas, bolsas, produtos PET, jogo de lençol, toalhas, roupas em geral, artigos para o lar, perfumes, etc. É uma grande loja meio bagunçada, então o ideal é chegar cedo pra pegar a loja ainda organizada, na medida do possível. Confesso que achei que tem muita tranqueira e produtos de baixa qualidade, mas se procurar bem também encontra uns achados lindos!

Na ocasião comprei um secador de cabelo da marca Revlon, bivolt, dobrável e com 1875W de potência por US$15,00. Em lugar nenhum do Brasil você compra um secador de cabelo com as mesmas especificações pelo mesmo preço (eu havia pesquisado antes de viajar, então estava “por dentro” dos preços praticados no Brasil). Nessa loja também vi muitos vestidos de festa por aproximadamente US$20,00. É realmente um achado.

Meu achadinho!! :)

Meu achadinho!! 🙂

Vestido longo de festa: US$20

Vestido longo de festa: US$20

Coleirinha pra cachorro: US$3,49

Coleirinha pra cachorro: US$3,49

Particularmente não gostei dos artigos para o lar da Ross, muita coisa de marca mas com baixa qualidade. Produtos de marcas conhecidas fabricando lençóis de poliéster e vendendo bem mais caro que os 100% algodão. É ser muito retardado pra comprar (sem ofensas a quem compra…rs).

FullSizeRender 9

Tommy Hilfiger

Essa loja queridinha dos brasileiros também já não vale muito mais a pena. Claro que existem exceções, por exemplo os produtos da gôndola “Clearance“, mas o resto nem tanto. Meu marido conseguiu umas camisas sociais bonitas por US$18,00 (100% algodão e zero poliéster). Como tínhamos ganhado um cupom de US$5 de desconto em outra loja, ainda saiu mais barato: US$13,00 por uma boa camisa social.

Maquiagem

Não vi tanta vantagem mais nessa viagem. Um batom tipo matte da NYX que no Brasil custa R$49,00, nos EUA custa R$40,00. É mais barato? É. Mas não sei se vale a pena a ida a uma loja só pra isso. Pra mim, não vale.

Os da MAC já estão praticamente o mesmo preço aqui e lá. Um batom tipo matte no Brasil custa R$69,00 e nos EUA R$67,00. Não acho que vale a pena também… melhor comprar no Brasil. Lembrando que estou utilizando para cálculo comparativo a cotação de R$3,67, que é a que comprei. Caso você compre mais caro, vale menos a pena ainda.

A única loja que achei vantajosa foi a The Cosmetics Company Store, que fica dentro do Orlando International Premium Outlets. Comprei um estojo da Clinique de rímel, lápis para olhos e demaquilante por US$16,77 (com imposto)! Já havia comprado há alguns meses atrás em Madrid só o rímel por 13€. Valeu muito a pena. 🙂

Five Below

Essa cadeia de lojas é um verdadeiro paraíso para as mamães de plantão. Isso porque a loja tem muita coisa pra criança e os produtos custam no máximo US$5,00. Você encontra bons brinquedos por US$5,00 que seguramente seriam mais caros no nosso Brasilzão. Mas também tem umas boas besteirinhas pra nós, simples mortais. Arrematei uns lencinhos umedecidos da Neutrogena de tirar maquiagem por US$1,00 e também o lip balm Eos do momento por US$3,79.

Minhas compras nos EUA

Minhas compras nos EUA

Walmart

Essa rede de supermercados é o paraíso dos gordinhos, das donas de casa e dos recém-casados. Compramos muitas coisas pra nossa casa lá, e realmente achei que valeu a pena! Jogo de toalha 100% algodão egípcio, jogo de lençóis de 400 fios e algodão egípcio, porta sabonete para mãos em porcelana, produtos da marca Aussie para cabelos por US$2,89 o pote de 400g (a título de comparação um xampu da Aussie está sendo vendido no Brasil por +/- R$40). Tudo que comprei no Walmart achei que valeu a pena! 🙂 Particularmente achei melhor que a Bed Bath & Beyond por ter preço bem menor e qualidade equiparável. E bem superior à Ross.

US$26,88

US$26,88

US$33,00 (jogo de toalhas 100% algodão egípcio, daquelas bem fofonas, sabe?) :)

US$33,00 (jogo de toalhas 100% algodão egípcio, daquelas bem fofonas, sabe?) 🙂

US$26,88

US$26,88

Jogo de casal US$20

Jogo de casal US$20

US$39,88 - Jogo de casal 100% algodão egípcio

US$39,88 – Jogo de casal 100% algodão egípcio

Tá vendo esse fixador de cabelo John Frieda? Arrematei por US$2!

Tá vendo esse fixador de cabelo John Frieda? Arrematei por US$2!

O Walmart também é um paraíso para quem quer comprar produtos da Disney! Comprei uma bolsinha pra dar de presente pra minha sobrinha que custou US$6,49 e é uma graça!!! Camisas boas da Disney custam em média US$11,50 (ainda tinha mais barata, mas de tecido com qualidade inferior).

Comprei um Lego pra presentear meu irmão que custou US$41,00, sendo que o mesmíssimo Lego no Brasil custa R$269,00. BEM mais barato.

E aos gordinhos de plantão, uma latona de Pringles custa US$1,50! (nhami, nhami, nhami!).

Kipling

Ao fãs do macaquinho da marca, comprei uma bolsa e uma carteira pra minha tia na loja do Sawgrass Mills e saiu bem mais em conta que no Brasil. Em breve pesquisa na internet vi que a mesma bolsa e carteira no Brasil sairiam por aproximadamente R$729,00 – nos EUA custou US$97,00. Não que seja barato, mas é bem “menos caro”. 🙂

Compras nos EUA: Kipling

Compras nos EUA: Kipling

Enfim, muita coisa realmente ainda vale a pena, mas não acho que justifique uma viagem apenas para esses fins. Aproveite a viagem, coma bem, vá nas atrações turísticas e não passe o dia inteiro no outlet. Compre com consciência o que realmente der, se seu bolso e seu tempo permitirem. 🙂

Um beijo!

Continue lendo: O que fazer em Miami, Roteiro para curtir bem Orlando

Miami: Um dos destinos preferidos dos brazucas

Hoje vou contar um pouquinho minha experiência nessa cidade tão conhecida pelos brasileiros. Localizada no Sul da Flórida, Miami tem clima quente e bem gostoso pra quem quer curtir uma praia ou fugir de invernos rigorosos – talvez por isso seja destino não só de brasileiros, mas de americanos de outros Estados. Não conheço todo os EUA, mas pelo pouco que conheci deu pra notar que é uma cidade com uma cultura bem latina e diferente do resto do país.

Em Miami tem tanto brasileiro que andando por lá temos a sensação de estar em uma extensão de um Brasil melhorado em que as pessoas falam inglês e MUITO espanhol.

Apesar de muita gente se confundir, existe Miami e Miami Beach, que apesar de serem vizinhas, são diferentes. O centro comercial/empresarial fica em Miami e as belas praias e vida noturna, em Miami Beach.

Em minha primeira viagem à cidade escolhi ficar em Miami, pois estava em lua de mel e não estava buscando badalação. Fiquei hospedada no coração de Coconut Grove, no Mayfair Hotel & Spa, um hotel-boutique 4 estrelas muito bonito. Apesar da beleza e do conforto que o hotel nos proporciona, não voltaria pra lá (achei o atendimento fraquíssimo). Até no Days Inn, que me hospedei em outra viagem pra Miami e é de categoria econômica, fui mais bem atendida.

O Mayfair fica localizado bem em frente a um centro comercial chamado Coco Walk, pra onde eu escapava de vez em quando pra ir na Victoria’s Secret e na Cheesecake Factory.  Pra quem pretende se hospedar nesse hotel deixo uma dica: o hotel cobra US$25 por dia pra estacionar no centro comercial que tem em frente, pois não possui área própria de estacionamento. Se você estacionar direto no estacionamento do centro comercial pagará pelo menos a metade do que se tiver a intermediação do hotel (e CLARO que eu fiz isso!).

Piscina da cobertura do Mayfair Hotel &Spa

Piscina da cobertura do Mayfair Hotel &Spa

Mayfair Hotel & Spa

Mayfair Hotel & Spa

Ainda dentro do Mayfair Hotel & Spa

Ainda dentro do Mayfair Hotel & Spa

Confesso que a cidade não me encantou tanto quanto costuma encantar outras pessoas. Não é o tipo de destino que sinto muita vontade de voltar, a não ser que seja pra fazer compras. Vale ressaltar que o blog reflete minha opinião pessoal na ocasião da viagem, pode ser que outras pessoas tenham tido mais “encantamento” que eu. Porém, vou discorrer aqui minha opinião acerca da cidade:

  • Achei as pessoas extremamente grossas e mal educadas por lá, claro que tiveram exceções, mas em geral achei o atendimento péssimo nos lugares;
  • Alugamos um carro e sempre que saíamos ficávamos presos no trânsito, e,  apesar de ter metrô na cidade, tive a impressão de que ninguém o usa;
  • A cidade em si é muito bonita: belas casas, belas praias, muitas opções de lazer e principalmente de compras – e tenho quase certeza que é isso o que mais chama atenção dos brasileiros.

Praias de Miami

Particularmente gostei muito das praias de lá, acho que é um pouco do que sonhamos pro nosso país: possibilidade de deixar a bolsa sozinha na areia e dar um mergulho, sensação de tranquilidade e sem aquela aglomeração de vendedores (experimente sentar numa barraca em alguma praia turística no Nordeste que saberá do que tô falando).

A praia que mais gostei foi South Beach. No dia que eu fui estava bem tranquilo, tinha bastante criança e ambiente bem familiar. A praia não dá muita onda (do jeito que eu gosto!) e é ótima pra dar um mergulho. Porém, como nada é perfeito, tinha um tubarão “passeando” por lá, e acredito que é bem normal, pois as pessoas viram e ninguém saiu da água, e tampouco o salva-vidas que tinha lá mandou as pessoas saírem. Eu, corajosa, entrei na água e fiquei de molho, até uma água-viva me pegar (ainda bem que foi a água-viva! kkk). Fui até o salva-vidas e vi o quanto é normal as pessoas serem atacadas por esse cnidário, nem precisei falar pra ele o que eu tinha e ele já veio com uma garrafinha em spray cheia de vinagre e espirrou na minha pele…rs.

South Beach: Praia feia, né?

South Beach: Praia feia, né?

Em outra ocasião fui pra Hollywood Beach, uma praia mais distante e sensacional pra tomar banho, pois era mais tranquila ainda que South Beach e não vi nenhum tubarão ou água-viva…rs.

Hollywood Beach, FL

Hollywood Beach, FL

Miami além das praias

Nos EUA acho que todo mundo libera um pouco da futilidade que tem dentro de si. Eu fui passear no shopping, como todo brasileiro, e um dos shoppings escolhidos foi o Aventura Mall. Não é o tipo de shopping outlet, em que vamos encontrar milhares de itens promocionais, mas é um shopping mais alinhado, com muitas lojas boas e mesmo não sendo outlet, com preços bons para nós brasileiros acostumados a pagar caro em tudo.

Não deixe de passear pela Ocean Drive, até ficar preso no trânsito lá é bem legal. A rua é lindinha, na frente da praia, cheia de bares, restaurantes, baladas, palmeiras, música e muita gente jovem e bonita.

Apesar de não ser o destino mais romântico do mundo, comemorei o dia dos namorados lá e deixo a dica de que tomem cuidado pras “pegadinhas” que a rua oferece pros turistas. Fomos andando pela calçada e fomos atacados por vários garçons, que ficam insistentemente querendo que você entre no estabelecimento deles. Acabamos pegos por um garçom que “vendeu” a oferta da paella com 25% de desconto, porém, uma paella era US$100 (já com desconto! rs). Eu me empolguei e vi que todo mundo do restaurante tava tomando uma bebidinha colorida e bonitinha e pedi uma também, a bebida nada mais era que um mojito de US$25. Como era um dia especial, não chorei muito…rs.

O famoso mojito

O famoso mojito

Paella em Miami Beach

Paella em Miami Beach

É isso gente, alugue um carro, rode bastante pela cidade e aproveite as coisas baratas – é realmente tentador. O imposto de Miami é bem atrativo: alíquota de 7%, contra quase 9% de Nova York, por exemplo. Outra coisa bem barata por lá é hospedagem, o hotel que ficamos em Miami era muito melhor que o de Nova York e adivinha? O preço era bem menor. Pra quem quer badalar ou ficar mais perto da praia, recomendo que escolha um hotel em Miami Beach.

Outro passeio legal de fazer é conhecer o Bayside Marketplace, um shopping aberto com vários restaurantes e lojas, com uma bela vista pra marina de Miami. Bem lindinho.  Nesse shopping vi uma loja com produtos dedicados ao brasileiro Romero Britto, e curiosamente em Miami as pessoas gostam muito dos produtos dele, tendo alguns monumentos do artista espalhados pela cidade.

Vista do Bayside Marketplace

Vista do Bayside Marketplace

E vocês? O que mais gostaram de fazer em Miami?

Beijos!

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE